Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.552,44
    +12,61 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.669,25
    +467,44 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,77
    -0,26 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.923,40
    -6,10 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    12.896,14
    +1.839,13 (+16,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    258,17
    +13,28 (+5,42%)
     
  • S&P500

    3.435,56
    -7,56 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    28.210,82
    -97,97 (-0,35%)
     
  • FTSE

    5.776,50
    -112,72 (-1,91%)
     
  • HANG SENG

    24.754,42
    +184,88 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    23.485,21
    -154,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    11.623,50
    -67,75 (-0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6510
    +0,0010 (+0,02%)
     

Oi diz que juiz fixa prazo de 12 meses para fim de recuperação de subsidiárias

Por Alberto Alerigi Jr.
·1 minuto de leitura

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo de telecomunicações Oi afirmou nesta terça-feira que o juízo encarregado por sua recuperação judicial deu prazo de 12 meses para o encerramento da reestruturação de suas subsidiárias.

O prazo foi dado depois que o juízo da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro homologou aditamento ao plano de recuperação aprovado em assembleia de credores em 8 de setembro.

Segundo a Oi, o juiz encarregado pela recuperação da empresa rejeitou todas as alegações de nulidades procedimentais da assembleia, afastado a alegação de tratamento desigual entre os credores e rejeitou pedidos de nulidade do quórum de votação e aprovação do aditamento, "por não conterem vícios em sua formação e vontade".

O prazo de 12 meses, porém, poderá ser prorrogado, "caso haja necessidade de se ultimarem os atos relativos às alienações dos ativos previstas no aditamento".