Mercado abrirá em 2 h 44 min

Oi apresenta geração de caixa negativa em R$ 375 milhões em novembro

Juliano Passaro
Oi apresenta geração de caixa negativa em R$ 375 milhões em novembro

A Oi (OIBR3) apresentou geração de caixa operacional líquida negativa no valor de R$ 375 milhões, em novembro do ano passado. Sendo assim, a empresa terminou o mês com saldo final de caixa financeiro de R$ 2,3 bilhões, uma baixa de 14,3% em relação a outubro.

A empresa de telecomunicação, que está em processo de recuperação judicial, divulgou os demonstrativos de novembro de 2019 na última terça-feira (21).

A companhia anunciou que em novembro seus investimentos chegaram ao valor de R$ 596 milhões, com baixa de 32% em relação ao mês anterior. Os recebidos diminuíram R$ 106 milhões e os pagamentos tiveram uma alta de R$ 98 milhões. O aumento é relacionado a menor compensação de créditos fiscais e ao aumento de gastos com pessoal por conta do pagamento da primeira parcela do 13º salário aos colaboradores que entraram na empresa no ano passado.

O documento também apresenta uma baixa de 5,8% na arrecadação com clientes em relação a outubro, para R$ 1,47 bilhão.

Veja também: iFood firma acordo de compra com empresa de inteligência artificial

Oi pode captar cerca de R$ 8 bi até o final do trimestre

De acordo com os analistas do Bradesco BBI, a Oi  pode captar cerca de R$ 8 bilhões até o final do trimestre. O cálculo considera uma possível compra da parte que a Oi possui na operadora Unitel pela petroleira Sonangol. Essa operação está avaliada em US$ 1 bilhão e pode ser concretizada até o final deste mês, de acordo com o jornal "Expresso" de Portugal.

O time de analistas do banco também considera um empréstimo-ponte de cerca de R$ 2,5 bilhões, que pode ser convertido em emissão de títulos mais tarde.

“Nesse cenário, até o final do primeiro trimestre, a Oi pode ter captado R$ 8 bilhões, o equivalente a dois anos de consumo de caixa, colocando a empresa em uma situação diferente, pois a gerência passa a estar concentrada na recuperação das operações”, disseram os analistas.