Mercado fechará em 2 h 4 min
  • BOVESPA

    113.327,74
    +1.054,73 (+0,94%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.530,46
    +9,03 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,70
    +0,80 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.943,10
    +3,90 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    23.111,46
    -62,63 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    525,03
    +6,24 (+1,20%)
     
  • S&P500

    4.044,51
    +26,74 (+0,67%)
     
  • DOW JONES

    33.803,41
    +86,32 (+0,26%)
     
  • FTSE

    7.771,70
    -13,17 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.075,00
    +107,00 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5326
    -0,0144 (-0,26%)
     

Ofertas de ações terão rito agilizado a partir da semana que vem

SÃO PAULO (Reuters) - As ofertas públicas de ativos financeiros, como ações, passam a ter um processo mais agilizado a partir da semana que vem, quando entram em vigor atualizações feitas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Em julho, a CVM divulgou atualizações nas normas de ofertas públicas de ativos financeiros, incluindo a possibilidade de obtenção de registro automático para ofertas iniciais de ações (IPO), nos casos de empresas que já preencherem alguns requisitos prévios.

"O principal ganho é de agilidade, já que haverá uma importante redução no tempo de análise dessas ofertas", afirmou Guilherme Benaderet, superintendente de supervisão de mercados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), em nota na quarta-feira.

Os novos prazos vão de cinco a 10 dias úteis para a avaliação das emissões de ações e até 12 dias úteis para os títulos de renda fixa e fundos imobiliários. Na CVM, o rito ordinário para verificação direta varia de 20 a 33 dias úteis.

(Por Aluísio Alves)