Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.816,90
    -18,90 (-1,03%)
     
  • BTC-USD

    41.731,45
    +202,08 (+0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Oferta da BR pode ser uma das maiores secundárias: Gráfico

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Petrobras deverá se desfazer de sua participação remanescente na distribuidora de combustíveis BR Distribuidora na noite desta quarta-feira, em uma oferta de ações que pode levantar mais de R$ 11 bilhões de reais.

A transação pode ser a maior oferta de ações brasileira até agora neste ano e a segunda maior oferta secundária desde pelo menos 1990, atrás apenas da venda de ações da Petrobras pelo BNDES no ano passado, de acordo com dados da Bloomberg.

BR Distribuidora chegou a subir 1,9%, a R$ 26,79, na primeira alta em 3 dias; Petrobras PN +0,7%, a R$ 29,39, após avançar 0,8% na máxima até as 11:38

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos