Mercado abrirá em 8 h 22 min
  • BOVESPA

    116.134,46
    +6.097,67 (+5,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.429,75
    +802,95 (+1,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,83
    +0,20 (+0,24%)
     
  • OURO

    1.708,40
    +6,40 (+0,38%)
     
  • BTC-USD

    19.595,46
    +478,50 (+2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,95
    +10,60 (+2,43%)
     
  • S&P500

    3.678,43
    +92,81 (+2,59%)
     
  • DOW JONES

    29.490,89
    +765,38 (+2,66%)
     
  • FTSE

    6.908,76
    +14,95 (+0,22%)
     
  • HANG SENG

    17.079,51
    -143,32 (-0,83%)
     
  • NIKKEI

    26.955,15
    +739,36 (+2,82%)
     
  • NASDAQ

    11.399,00
    +113,25 (+1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0759
    +0,0020 (+0,04%)
     

Ocupação de hotéis de São Paulo segue abaixo do pré-pandemia

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 20.08.2021 - Vista aérea de prédios do Jardim Paulista, com destaque para o relógio no topo do hotel Fasano. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 20.08.2021 - Vista aérea de prédios do Jardim Paulista, com destaque para o relógio no topo do hotel Fasano. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ocupação dos hotéis de São Paulo repetiu em agosto o ritmo de recuperação registrado nos meses anteriores, com 55% de alta em relação ao mesmo período de 2021, segundo a Abih-SP (associação que representa a indústria hoteleira no estado). Na variação mensal, a taxa subiu 3,45%.

Quando a comparação é feita com o cenário pré-pandemia, em agosto de 2019, o patamar ainda está 7% inferior.

Segundo a Abih-SP, a taxa de ocupação, que ficou em 63%, tem sido puxada por eventos corporativos, enquanto os hotéis de lazer, principalmente do litoral paulista, apresentaram retração no comparativo com julho, afetados pela associação de baixa temporada e inverno.

A diária média também está em alta. Fechou agosto em R$ 342,98, 45% mais cara do que a registrado em 2021.