Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,46
    +0,02 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.764,60
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    62.031,44
    +470,49 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.444,00
    -7,63 (-0,53%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.409,75
    +78,75 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    29.025,46
    +474,56 (+1,66%)
     
  • NASDAQ

    15.293,00
    +2,50 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4013
    +0,0098 (+0,15%)
     

Óculos de R$ 15,5 milhões que “protegem do mal” serão leiloados

·2 minuto de leitura
Fachada da Sotheby's
Sotheby's será a responsável pelo leilão
(Getty Commercial)
  • Dois pares de óculos do século XVII serão leiloados pela Sotheby's

  • Ambos foram incrustrados de joias e possuem lentes feitas com diamante e esmeralda 

  • Acreditava-se, na época, que os itens protegiam contra o mal e ajudavam a alcançar a iluminação

Quem diria que óculos poderiam ser tão interessantes – e valiosos. A Sotheby’s leiloará, no próximo mês, dois pares do século XVII incrustados de joias. Os itens foram avaliados entre R$ 9,30 milhões e R$ 15,50 milhões.

O que os torna ainda mais atraentes é a crença, na época, de que eles seriam capazes de afastar o mal e ajudar quem o usa a alcançar a iluminação. Tudo indica que os pares pertenceram à realeza do Império Mughal, que governou o subcontinente indiano no passado.

Leia também:

Por que os óculos são tão caros

O que permitiria essa proeza ao usuário seriam as lentes dos óculos, feitas não com vidro, mas com diamante e esmeralda. Acredita-se que um único diamante de 200 quilates – possivelmente o maior já encontrado no mundo - tenha originado a de um deles, e uma esmeralda de 300 quilates a do outro. As lentes verdes, cuja cor é intimamente ligada à salvação e vida eterna no Islã, religião dos governadores Mughal, eram apelidadas de “Portões do Paraíso”.

Além de fascinantes, os artigos são extremamente raros. “Até onde sabemos, não há outros como eles”, disse Edward Gibbs, presidente da Sotheby’s para o Oriente Médio e Índia, em entrevista para a CNN.

Ele ainda comentou que o uso das pedras preciosas era muito importante para as sociedades indianas, que as consideravam “veículos para as forças astrais”, que poderiam canalizar as intenções auspiciosas do universo.

A Sotheby’s está apresentando os óculos ao público pela primeira vez em turnê por Nova York e Hong Kong.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos