Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.576,69
    +565,25 (+2,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Obra de Frida Kahlo deve ser leiloada por R$ 158,76 milhões

·1 min de leitura
Emblemático, autorretrato de Frida posiciona seu marido Diego Rivera no centro de sua testa<br>(AFP/ Courtesy of Sotheby's"/HANDOUT)
Emblemático, autorretrato de Frida posiciona seu marido Diego Rivera no centro de sua testa
(AFP/ Courtesy of Sotheby's"/HANDOUT)
  • Obra de Frida Kahlo poderá ser vendida por preço recorde

  • Valor estimado para o quadro "Diego y yo" é de R$ 158,76 milhões

  • A pintura é a principal do evento que acontecerá em novembro, em Nova York

A obra “Diego y yo”, de Frida Kahlo, poderá ser arrematada por um valor de R$ 158,76 milhões em leilão previsto para acontecer em novembro, segundo informações da casa de leilão Sotheby’s. O evento será realizado em Nova York.

Leia também:

A pintura da artista mexicana com seu marido Diego Rivera foi realizada em 1949 e está prestes a ultrapassar o maior valor já pago nos leilões de Frida. O último recorde foi em 2016, com arremate de R$ 42 milhões. A quantia também bate o preço da obra “Los Rivales”, de Rivera, atualmente a mais valiosa: foram R$ 51,85 milhões investidos no quadro pelo comprador.

Ícone do movimento feminista e considerada uma mulher à frente de seu tempo, Frida teve uma história de amor intensa e conturbada com o marido. Na emblemática obra “Diego y yo”, ela faz um autorretrato e posiciona o rosto de Rivera em sua testa. De seus olhos, caem algumas lágrimas.

Segundo os especialistas em arte, Frida o representou como um terceiro olho, simbolizando o quanto ele atormentava seus pensamentos. Na época, Diego estava próximo da atriz Maria Felix, por quem se apaixonou.

O quadro foi vendido pela última vez em 1990, pela Sotheby’s, por R$ 7,41 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos