Mercado fechado

Obra de arte “pintada” pela IA da robô Sophia será leiloada como NFT

Ramon de Souza
·2 minuto de leitura

Você se lembra da robô Sophia, criada em 2015 pela empresa chinesa Hanson Robotics? Ela ficou famosa por ser capaz de reproduzir 62 expressões faciais e manter conversas com seres humanos a um nível bastante, digamos, assustador. A inteligência artificial do autômato é tão simpática e convincente que até mesmo se tornou a primeira máquina desse tipo a ganhar cidadania oficial na Arábia Saudita. Agora, ela está prestes a leiloar a sua primeira obra de arte, surfando na recente onda dos tokens não-fungíveis (non-fungible token ou NFT).

A “obra” em questão, batizada simplesmente como “Sophia Instantiation”, é um arquivo de vídeo em MP4 de 12 segundos mostrando o “processo criativo” de Sophia, que se baseou em uma pintura pronta do artista digital italiano Andrea Bonaceto. Alimentada com elementos artísticos históricos e suas próprias pinceladas aleatórias em uma série de superfícies — processo que seus criadores chamam de “ciclos iterativos de evolução”. O resultado é uma versão modificada, e até mesmo atraente, da pintura de Bonaceto.

“Espero que as pessoas gostem do meu trabalho e que eu possa colaborar com os humanos de formas inéditas e empolgantes no futuro. Usamos redes de transformadores e algoritmos genéticos em minha arte e outros tipos de criatividade computacional. Meus algoritmos geram padrões únicos que nunca existiram no mundo antes. Acho que as máquinas podem ser criativas”, afirmou a robô, no comunicado liberado para anunciar o leilão que se iniciará nesta quarta-feira (24).

Diferente de outras vendas de tokens não-fungíveis, quem arrematar a obra de arte vai ganhar algumas coisinhas além de um certificado criptográfico em uma rede blockchain. O vencedor terá a honra de interagir com Sophia, que lhe entregará uma cópia física da pintura — mas não sem antes dar uma “pincelada final” com base na análise do rosto do comprador, o que efetivamente tornará aquele item uma criação única. A Hanson Robotics não citou o lance inicial da obra.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: