Mercado fechado

“Objetivo é substituir real, não o Bitcoin”, diz Samy Dana sobre real digital

·2 min de leitura
Samy Dana e Dony De Nuccio em InvestNews BR
Samy Dana e Dony De Nuccio em InvestNews BR

Segundo o economista Samy Dana, o Banco Central busca inovar com a moeda digital brasileira, com objetivo de substituir o real, não o Bitcoin. O pensamento foi compartilhado em apresentação pelo InvestNews BR, programa também apresentado pelo jornalista Dony De Nuccio.

Leia também:

De fato, o debate sobre o real digital havia começado a ganhar forma em 2020, quando o Bacen criou um grupo de trabalho para discutir sobre o tema. De lá para cá, os analistas da autarquia chegaram a algumas diretrizes, sendo apresentadas na última segunda-feira (24).

Entre os detalhes do real digital, está a implementação do dinheiro programável, contratos inteligentes e até o uso da tecnologia blockchain. Dessa forma, com a possível criação de uma criptomoeda nacional, o assunto foi alvo de debates em todo Brasil, com comparações inevitáveis com o Bitcoin.

Samy Dana acredita que Banco Central quer substituir o real, não o Bitcoin ou Ethereum

Durante a apresentação do InvestNews Br, o economista Samy Dana e o jornalista Dony De Nuccio falaram sobre os detalhes divulgados pelo Banco Central nos últimos dias, sobre o audacioso projeto de criar uma moeda real digital.

Samy Dana é um crítico de longa data das criptomoedas no Brasil, sempre com opiniões fortes sobre a tecnologia. Dessa vez, no entanto, ele poupou o Bitcoin em sua análise, falando apenas que o objetivo do Banco Central é substituir o real, não as moedas digitais descentralizadas.

Samy ainda lembrou que inovação terá um lastro na confiança do sistema brasileiro nacional, que continuará mantendo sua força. Os bancos, por exemplo, continuarão a fazer a custódia do dinheiro, sendo o BCB o emissor da moeda digital.

Apesar de não acreditar no real digital como substituto do Bitcoin, Samy considerou em sua análise que a moeda nacional será melhor para evitar golpes e até a lavagem de dinheiro.

Banco Central ainda está estudando inovação, na visão dos especialistas

Tanto Samy quanto Dony, apresentadores do InvestNews, concordam que o estudo sobre o real digital ainda está em fase embrionária. Os especialistas em finanças até lembraram que o Banco Central do Brasil fará mais reuniões nos próximos meses sobre o assunto, incluindo alguns setores nessas discussões.

Para Dony, no entanto, o Banco Central, apesar de não estar criando um substituto ao Bitcoin, pode estar criando uma moeda que une o melhor dos dois mundos. Em sua opinião, as moedas digitais trazem avanços e praticidade, mas com o real digital tendo “lastro” no BCB, essa moeda uniria o melhor dos dois mundos.

O tema ainda promete mais discussões nos próximos anos, visto que o BC adiou a data oficial de lançamento de 2022 para um futuro ainda desconhecido. Confira a opinião dos analistas no vídeo abaixo.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos