Obama enviará hoje ao Congresso proposta contra "abismo fiscal"

Washington, 27 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, enviará nesta quinta-feira uma proposta aos líderes republicanos do Senado para tentar impedir a partir de janeiro o chamado "abismo fiscal", segundo informaram vários legisladores.

O senador Scott Brown, republicano por Massachusetts, falou através do Twitter e do Facebook da existência dessa proposta.

Obama falou por telefone com o líder da minoria republicana no Senado, Mitch McConnell, e lhe disse que enviaria hoje mesmo uma medida ao Congresso para tentar evitar o "abismo fiscal", afirmou o canal "CNN", que cita duas fontes do Capitólio.

Essa medida incluiria elementos do plano tributário de Obama, que defende prorrogar as reduções tributárias aprovadas durante o mandato de George W. Bush para as famílias que recebem menos de US$ 250 mil anuais, mas se mostrou disposto a subir esse limite até US$ 400 mil.

Um assessor de McConnell explicou que Obama falou na quarta-feira com ele e outros líderes do Congresso "sobre a necessidade que o Senado atue" contra o "abismo fiscal".

Obama aterrissou hoje em Washington na busca por um acordo de última hora com os republicanos que evite a partir de janeiro o aumento generalizado de impostos e cortes de despesas conhecido como "abismo fiscal".

O retorno antecipado de Obama, que em princípio tinha planejado estar no Havaí até o início de janeiro, já era previsto uma vez que resta menos de uma semana para conseguir um acordo.

O líder da maioria democrata no Senado de EUA, Harry Reid, alertou hoje que o país caminha rumo a esse temido cenário pela falta de avanços nas negociações bipartidárias e pediu aos republicanos que apresentem um plano que possa ser aprovado por ambas câmaras do Congresso.

Enquanto isso, o presidente da Câmara dos Representantes, o republicano John Boehner, sustenta que agora é o Senado que deve fazer o próximo movimento nas negociações fiscais. EFE

Carregando...