Mercado fechará em 6 h 54 min

O que você precisa saber para começar o domingo

Eraldo Peres/AP

Bolsonaro apoia deportações de brasileiros efetuadas por Trump; grupo de 70 deportados chega a MG relatando condições humilhantes em voo; etanol hidratado em alta em mais de 20 Estados; PCC e Comando Vermelho veem número de filiados quintuplicar em prisões paraguaias.

Veja aqui o que você precisa saber para começar o domingo:

Aumenta o número de mortos em Minas Gerais por causa das chuvas

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros afirmou que houve mortes em Belo Horizonte, Ibirité e Betim - as causas foram por deslizamento de terra e soterramento. Ao todo, 3.586 pessoas foram atingidas pela chuva. Trinta e seis municípios foram afetados em todas as regiões de Minas Gerais.

Brasileiros deportados dos EUA

Desembarcou na noite dessa sexta (24), no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, um grupo de brasileiros deportados dos Estados Unidos que chegou em um voo fretado pelo governo americano. A aeronave havia partido de El Paso, no Texas, e aterrissou no Brasil por volta das 23h55. O governo americano comunicou o Ministério das Relações Exteriores que eram cerca de 70 pessoas deportadas, embora o número exato ainda seja desconhecido pelas autoridades brasileiras. A checagem final ainda não foi divulgada.

Bolsonaro defende deportações de brasileiros

O presidente Jair Bolsonaro defendeu o direito de líderes como o americano Donald Trump de deportar brasileiros que estejam vivendo ilegalmente em outros países. Indagado a respeito do aumento na deportação de brasileiros dos Estados Unidos, Bolsonaro afirmou: "Em qualquer país do mundo onde as pessoas estão de forma clandestina, é um direito do chefe de Estado devolver esses nacionais, as leis têm de ser respeitadas, (deportar) é um direito do chefe de Estado, que está usando da lei", disse o presidente, ao retornar de almoço com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

Concurso aborda família Bolsonaro

A Prefeitura de Sumidouro (RJ) registrou uma ocorrência na Polícia Civil solicitando a abertura de um inquérito sobre a questão de um concurso da cidade envolvendo a família Bolsonaro. A prova foi aplicada no último dia 5 pelo Instituto Nacional de Concurso Público dentro do concurso aberto para contratar garis, jardineiros, merendeiras, pedreiros e vigias. Uma das perguntas, no entanto, parecia pouco ou nada relacionada às atividades-fins dos candidatos.

Assassinato de militante na ditadura

Um ex-agente da ditadura e outros dois médicos legistas foram denunciados nessa sexta (24) pelo MPF (Ministério Público Federal) por envolvimento na morte de uma militante, ocorrida em janeiro de 1976. Conforme a denúncia do MPF, Audir Santos Maciel, então comandante do Destacamento de Operações e Informações (DOI-Codi), em São Paulo, participou da operação que resultou na captura e no assassinato de Neide Alves dos Santos. Ela era militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB).

PCC e CV crescem no Paraguai

Uma estimativa do Departamento de Inteligência contra o Crime Organizado do Paraguai aponta que o número de traficantes no Paraguai que integram as duas maiores facções brasileiras quintuplicou no último ano. Hoje, no Brasil, o PCC (Primeiro Comando da Capital) e o CV (Comando Vermelho) são as duas maiores facções criminosas.

Etanol em alta

Levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) compilado pelo AE-Taxas apontou que os preços médios do etanol hidratado subiram em 22 estados e no Distrito Federal na semana de 19 a 25 de janeiro. Em São Paulo, Santa Catarina e Pará, o biocombustível caiu. Não houve comparação no Amapá, por falta de cotação. Na média dos postos pesquisados pela ANP em todo o país, o preço do etanol subiu 0,19% na semana ante a anterior, de R$ 3,241 para R$ 3,247. Em São Paulo, principal Estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, houve queda de 0,39% no período e a cotação média do hidratado variou de R$ 3,073 para R$ 3,061 o litro.