Mercado abrirá em 5 h 56 min

O que você precisa saber para começar a quarta-feira

Yahoo Brasil
Yahoo Brasil
Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images

Depois de intensa negociação sobre o Orçamento de 2020, congressistas não entram em acordo sobre veto de Bolsonaro. Brasil investiga 488 casos suspeitos de Coronavírus e fortes chuvas deixam ao menos 15 mortos na Baixada Santista.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Confira o que você precisa saber para começar a quarta-feira (04):

Sem acordo

Depois de um dia inteiro de negociações, congressistas não conseguiram se entender sobre o veto que trata da distribuição de recursos do Orçamento de 2020. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou a suspensão da sessão que deliberaria sobre o assunto. Agora, a cúpula do Congresso e líderes partidários vão tentar costurar um acordo entre hoje e amanhã para decidir sobre o veto e os projetos encaminhados pelo governo sobre o tema nos próximos dias.

Bolsonaro enfraquece Guedes

O presidente Jair Bolsonaro retirou a competência delegada ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para a prática de atos de administração do Orçamento, por tempo indeterminado. A alteração foi efetivada em despacho publicado no Diário Oficial da União. Após o ato, o ministério publicou nota também afirmando que a mudança veio a pedido do próprio ministro Paulo Guedes em função de incertezas geradas pelo Orçamento impositivo.

Coronavírus

O Brasil já registrou dois casos confirmados e outros 488 suspeitos do novo coronavírus, que costuma provocar sintomas parecidos ao da gripe, como febre e problemas respiratórios. São Paulo, onde estão os dois casos confirmados, também é o estado que mais tem casos suspeitos: 130. No Rio de Janeiro, são 62. Apenas quatro estados não registraram casos suspeitos: Acre, Amapá, Roraima e Tocantins.

Repressão em São Paulo

Uma manifestação de professores estaduais na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) foi reprimida pela Polícia Militar do estado. Os professores estavam na Casa legislativa para protestar contra Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18, que estabelece mudanças na Previdência paulista, e outras sugestões de mudanças que, segundo eles, retiram direitos “em efeito cascata” dos professores. A ação da polícia, com cassetetes, bombas de efeito moral e balas de borracha, deixou alguns professores feridos, segundo relatos de servidores que estavam presentes e vídeos que circularam nas redes sociais.

Tragédia na Baixada Santista

O temporal que atingiu a Baixada Santista matou ao menos 15 pessoas, deixou outras 33 desaparecidas e causou muitos estragos. Guarujá e São Vicente decretaram estado de calamidade pública e suspenderam as aulas nas suas escolas até que os problemas estruturais sejam resolvidos. Entre os mortos em Guarujá está um bombeiro. Ele morreu soterrado no Morro do Macaco Molhado no momento em que tentava salvar um bebê e a mãe dele que estavam sob uma montanha de lama e pedra.

Galvão aposentado?

Uma das vozes mais proeminentes da história do esporte brasileiro, Galvão Bueno afirmou em gravação do programa Altas Horas, que não fará parte do time de narradores da TV Globo para a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Pega de surpresa, a plateia da gravação pediu que o narrador participasse da cobertura e Galvão respondeu que ele e a emissora poderiam mudar de ideia até o torneio.