Mercado fechado

O que você precisa saber e acompanhar nesta quarta

Gabriel Roca e Valmir Zambrano

Aqui estão as notícias para você começar o dia Investidores globais observam dados, Fed e emprego nos EUA

Depois de Wall Street ter encerrado ontem seu melhor trimestre desde 1998, os mercados de ações globais oscilam entre leves ganhos e perdas na manhã desta quarta-feira, marcada pela divulgação de dados econômicos, principalmente industriais. Destaque para o indicador privado da atividade manufatureira da China, que subiu para o maior nível em seis meses em junho. Na Europa, os dados também apontaram melhora na atividade industrial, embora a maior parte dos principais países da zona do euro ainda tenham verificado contração mais leve de suas indústrias no mês passado. Com isso, após operarem alta mais cedo impulsionadas pelo sinal de recuperação na China, as bolsas europeias perderam força e caem nesta manhã. O índice Stoxx Europe 600 recua 0,21%, a 359,57 pontos. Em Nova York, o terceiro trimestre começa mostrando que a incerteza permanece e que não será fácil dar continuidade ao rali do trimestre anterior. Os futuros do Dow Jones caem 0,57%, os do S&P 500 recuam 0,44% e os do Nasdaq perdem 0,33%. A pandemia e sua evolução, em especial nos EUA, seguem no radar dos investidores. O petróleo opera em alta nesta manhã, após também ter tido seu melhor trimestre em 30 anos, à espera de indicadores semanais de estoques nos EUA.

Francisco Seco/AP

Fed divulga ata de reunião de política monetária

Às 15h, o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) divulga a ata da sua última reunião de política monetária, em junho.

FGV divulga Índice de Confiança Empresarial de junho

O Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre) divulga nesta manhã o Índice de Confiança Empresarial (ICE) de junho. O ICE agrega os dados das sondagens da Indústria de Transformação, Serviços, Comércio e Construção. Em maio, o ICE subiu 9,8 pontos em maio, para 65,5 pontos, recuperando 24,0% da queda ocorrida no bimestre março-abril.

IPC-S tem alta de 0,36% no encerramento de junho

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta para 0,36% no encerramento de junho, vindo de aumento de 0,09% na terceira leitura daquele mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em maio, o indicador regisrou queda, de 0,54%. Com o resultado, o indicador acumula alta de 0,55% no ano e 2,22% nos últimos 12 meses.

IBGE divulga o Índice de Preços ao Produtor (IPP) de maio

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) comunica, às 9h, o Índice de Preços ao Produtor (IPP) das Indústrias Extrativas e de Transformação de maio. Em abril de 2020, os preços da indústria haviam variado, em média, 0,12% quando comparados a março. Na comparação com abril do ano passado, o IPP subiu 4,79%. Em abril, 20 das 24 atividades apresentaram variações positivas de preços.

Markit informa PMI industrial do Brasil de junho

A consultoria IHS Markit informa, às 10h (de Brasília), o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial do Brasil de junho. Em maio, o indicador registrou 38,3, subindo em relação aos 36,0 de abril, mas ainda em território de contração da atividade (abaixo de 50) em razão da pandemia de covid-19.

BC divulga Índice de Commodities Brasil (IC-Br) de junho

O Banco Central apresenta, às 14h30, o Índice de Commodities Brasil (IC-Br) de junho. Em maio, as matérias primas apresentaram alta de 12,3%, após subirem 1,56% em abril. . Entre os três subgrupos que compõem o IC-Br, o de commodities agropecuárias mostrou elevação de 12,32% em maio. As metálicas avançaram 9,36% e as energéticas, 14,9%.

BC anuncia fluxo cambial de junho

O Banco Central (BC) apresenta, às 14h30, o fluxo cambial de junho. Na última divulgação, a da semana entre 15 e 19 de junho, houve saída líquida de US$ 2,369 bilhões do país, resultado da entrada de US$ 1,105 bilhão da conta comercial e saída de US$ 3,473 bilhões da conta financeira. Com isso, o resultado acumulado do ano até dia 19 estava negativo em US$ 12,580 bilhões. A conta de capitais é responsável por uma saída de US$ 37,338 bilhões. Já a conta comercial registra entrada de US$ 24,757 bilhões. No mesmo período do ano passado o fluxo cambial estava positivo em US$ 3,507 bilhões.

Secint apresenta balança comercial de junho

A Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais (Secint) apresenta, às 15h, o resultado da balança comercial de junho. Na última divulgação, sobre a terceira semana de junho, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,653 bilhão, resultado de exportações de US$ 4,310 bilhões e importações de US$ 2,656 bilhões. Em junho, até dia 19, a balança acumulava saldo positivo de US$ 4,794 bilhões e, no ano, de US$ 20,366 bilhões.

ADP divulga dados de empregos nos EUA

Às 9h15, ADP divulga dados de empregos no setor privado dos Estados Unidos em junho. Na leitura anterior: -2,76 milhões.

Markit divulga PMI industrial dos EUA

Às 10h45, instituto Markit divulga PMI industrial dos Estados Unidos para junho. Na leitura anterior: 39,8 pontos.

Presidente do Fed de Chicago discursa

Às 11h, Charles Evans, presidente do Fed de Chicago, faz discurso.

ISM divulga índice de atividade industrial dos EUA

Às 11h, ISM divulga o índice de atividade industrial dos Estados Unidos referente a junho. Na leitura anterior: 43,1 pontos.

EUA divulgam estoques de petróleo

Às 11h30, Departamento de Energia dos Estados Unidos divulga estoques de petróleo no país até 29 de junho. Na leitura anterior: Petr: +1,442 mi; Gas: -1,7 mi.

Governo restringe entrada de estrangeiros no Brasil por 30 dias

O governo federal decidiu restringir a entrada de estrangeiros no Brasil pelos próximos 30 dias em razão da pandemia de covid-19. Segundo portaria divulgada em edição extra do Diário Oficial da União na noite de terça-feira, a recomendação vem da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). De acordo com o texto da norma, “fica restringida, pelo prazo de trinta dias, a entrada no País de estrangeiros de qualquer nacionalidade, por rodovias, por outros meios terrestres, por via aérea ou por transporte aquaviário”.

Neoenergia entra na Justiça contra prazo para adesão à ‘Conta Covid’

As distribuidoras do grupo Neoenergia entraram na Justiça com mandados de segurança e pedidos de liminar contra os termos da resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que regulamentou a “Conta Covid”, empréstimo emergencial ao setor elétrico. Nos documentos aos quais o Valor teve acesso, as concessionárias afirmam que a Aneel impôs um prazo “arbitrário” de dez dias para adesão à “Conta Covid” sem definir integralmente pontos considerados essenciais da operação financeira, como “as condições e os seus ônus”. Além disso, segundo as empresas, o regulador também não “assegura o reequilíbrio econômico-financeiro da concessão ou a suficiência de recursos em contrapartida das renúncias e restrições a direitos exigidas para o exercício da referida adesão”.

Cade revoga medida cautelar que suspendia acordo Cielo/WhatsApp

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) revogou ontem a medida cautelar que suspendia o acordo entre a Cielo e o WhatsApp para oferecer serviço de pagamento através da plataforma de mensagens no país. Decisão do Banco Central (BC), no entanto, ainda impede que ele seja oferecido ao público.

Minoritários indicam candidatos ao conselho da Petrobras

A Petrobras informou que os acionistas FIA Dinâmica Energia e Banclass FIA indicaram Leonardo Pietro Antonelli e Rodrigo de Mesquita Pereira como candidatos para o conselho de administração.

Ex-diretor de RI da Petrobras pagará R$ 300 mil à CVM

O colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aceitou termo de compromisso proposto pelo ex-diretor de relações com investidores da Petrobras e atual presidente da BR Distribuidora, Rafael Grisolia, para encerrar processo administrativo que analisa a não divulgação de fato relevante. Grisolia vai pagar R$ 300 mil à autarquia.

Presidente da Petrobras fala na Live do Valor, às 11h

Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras, é o entrevistado desta quarta-feira, 1º de julho, às 11h, na Live do Valor, que será conduzida por Francisco Góes, chefe da redação do Valor no Rio, e por André Ramalho, repórter do Valor no Rio. A transmissão será feita no site do Valor e nas redes sociais YouTube e LinkedIn.

BR Distribuidora vai recorrer de condenação por crime ambiental

Em resposta a ofício enviado pela B3, a BR Distribuidora informou que vai recorrer da decisão que condenou a empresa por crime ambiental, depois que a empresa vendeu combustível com quantidade elevada de poluentes à frota de ônibus de São Paulo.

Seara, da JBS, terá de testar funcionários de abatedouro

O juiz Ivanildo Vian, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, determinou na segunda-feira que a Seara, controlada pela JBS, deverá testar todos os funcionários de seu abatedouro em Três Passos (RS) para a covid-19 até sexta-feira.

Cia. Hering aprova distribuição de JCP

O conselho de administração da Cia. Hering aprovou ontem a distribuição de juros sobre capital próprio no valor de R$ 35,3 milhões.

Via Varejo conclui emissão de debêntures

A Via Varejo informou que concluiu a quinta emissão de debêntures, anunciada há dez dias, no valor de R$ 1,5 bilhão. Com os recursos, a empresa resgatou notas promissórias no mesmo valor e que venceriam em 2020, alongando sua dívida para até 2022

Aneel aprova revisões tarifárias de transmissoras da Eletrobras

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou revisões tarifárias das concessões de transmissão prorrogadas em lei de 2013 e também a chamada Receita Anual Permitida (RAP) destas concessões para o ciclo tarifário 2020-2021 da Eletrobras. Com a decisão, a RAP da Eletrobras terá acréscimos do resultado positivo da revisão tarifária periódica de 2018 e do reconhecimento de parcela de remuneração aprovada em portaria de 2016 que estabelece que o custo de capital não incorporado desde as prorrogações das concessões até o processo tarifário deverá ser atualizado e remunerado pelo custo do capital próprio.

Aneel aprova RAP da ISA Cteep

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem o resultado da consulta pública sobre a revisão periódica da Receita Anual Permitida (RAP) do contrato de concessão 59/2001, principal contrato de transmissão da ISA Cteep, com a RAP revisada para o ciclo 18/19, na data base junho de 2018, sendo de R$ 2,7 bilhões.

Eneva diz que analisa hipótese de nova proposta para AES Tietê

Em resposta a ofício da B3, a Eneva informou que vem analisando a possibilidade de formular nova proposta para combinação de negócios com a AES Tietê, mas que não há, neste momento, qualquer definição acerca dos termos e condições de eventual oferta.

Maestro Frota avalia oferta de ações

A Maestro Frotas informou ontem que está avaliando fazer uma oferta pública primária de ações como alternativa para captação de recursos. A informou já havia sido adiantada pelo Valor na segunda-feira.

Inepar adia divulgação de resultados

A Inepar, que está em recuperação judicial, adiou para dia 3 de julho, sexta-feira, a divulgação das demonstrações financeiras anuais completas do exercício 2019, as demonstrações financeiras padronizadas (DFP), o envio da proposta da administração da matéria objeto da assembleia geral que deverá aprovar as contas do exercício 2019 e o envio do edital de convocação da matéria da assembleia.