Mercado fechado

O que você precisa saber e acompanhar nesta quarta

Gabriel Roca e Valmir Zambrano

Aqui estão as notícias para você começar o dia Rali global nos mercados segue em dia de produção industrial no Brasil

Francisco Seco/AP

Os mercados internacionais desenham um novo dia bastante positivo para os negócios no Brasil, no momento em que os agentes financeiros digerem uma recuperação mais rápida no setor de serviços chinês e continuam otimistas quanto à reabertura das economias e à adoção de novos estímulos de ordem fiscal e monetária. O tom positivo dos negócios tem se sobreposto a riscos representados pelacovid-19, que segue fazendo vítimas no Brasil e em vários países do mundo, às tensões entre EUA e China e à agitação civil nos EUA após o assassinato de George Floyd. Depois de as bolsas asiáticas terem obtido mais um dia de ganhos, as bolsas europeias operam em forte alta pelo terceiro dia seguido na semana, embaladas pela recuperação dos dados do setor de serviços em maio, que em geral vieram melhor do que o esperado, embora a atividade tenha continuado em terreno de contração após as mínimas históricas de abril. O índice pan-europeu Stoxx 600 operava em alta de 1,40% nesta manhã, aos 364,82 pontos. Em Nova York, os futuros dos índices acionários também operavam em alta. No Brasil, os dados da produção industrial, que saem às 9h, podem ajudar a fortalecer a aposta de juros em níveis ainda mais baixos. Cada vez mais agentes do mercado apontam para uma Selic em níveis inferiores a 2,25%. Mesmo assim, ontem o dólar teve um dia de queda firme ante o real, em linha com o observado no mercado externo e com a percepção de um abrandamento das tensões entre Executivo e Judiciário. Para hoje, o desenho é similar, com recuo da moeda americana ante divisas principais e emergentes.

IBGE divulga pesquisa industrial nacional de abril

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informa, às 9h, a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) de abril. Pesquisa do Valor Data aponta para um queda de 32,2% da produção industrial brasileira entre março e abril e para um recuo de 40,0% em relação a abril de 2020. Na PIM de março, que já refletiu os primeiros impactos do isolamento social, a produção industrial caiu 9,1% ante fevereiro e 3,8% na base anual.

IHS Markit divulga PMI de serviços e composto do Brasil de maio

A empresa de pesquisas IHS Markit comunica, às 10h, o Índice dos Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços e composto do Brasil de maio. Em abril, o PMI de serviços registrou o menor patamar desde o início da pesquisa, há treze anos, para 27,4, ante 34,5 em março, devido à retração de demanda causada pelas medidas anticovid-19. Já o PMI Composto — que agrega serviços e indústria — caiu para uma mínima recorde, de 26,5 em abril, após ficar em 37,6 um mês antes.

BC apresenta Índice de Commodities Brasil (IC-Br) de maio

O Banco Central apresenta, às 14h30, o Índice de Commodities Brasil (IC-Br) de maio. Em abril, as matérias primas que têm influência sobre a inflação apresentaram alta de 1,56%, após variação negativa de 4,30% em março. No ano, a queda do indicador é de 2,30%, mas em 12 meses avança 2,91%. Seu equivalente internacional, o Commodity Research Bureau (CRB), mostrou elevação de 1,66% em abril, alta de 27,42% neste ano e alta de 25,39% em 12 meses. Pelo IC-Br, as commodities agrícolas tiveram alta 1,51% em abril, aumento de 2,71% no ano e de 13,76% em 12 meses. As commodities metálicas subiram 6,43% em abril, 12,30% no ano e 8,63% em 12 meses. E as energéticas caíram 3,99% em abril, 30,82% no ano e 34,22% em 12 meses.

BC divulga fluxo cambial de maio

O Banco Central (BC) divulga, às 14h30, o fluxo cambial da quarta semana de maio (dias 25 a 29) e do mês fechado de maio. Na semana anterior (entre dias 18 e 22), o fluxo cambial teve entrada líquida de US$ 129 milhões, resultado de entrada líquida de US$ 438 milhões na na conta financeira e saída de US$ 308 milhões na conta comercial. Com isso, o fluxo cambial do ano até o último dia 22 de maio estava negativo em US$ 10,264 bilhões. A conta de capital responde por um saída líquida de US$ 32,918 bilhões, enquanto a conta comercial, por uma entrada de US$ 22,654 bilhões.

ADP divulga empregos privados nos EUA

Às 9h15, a ADP divulga os números de empregos no setor privado nos EUA em maio. Na última leitura, foi apontado o fechamento de 20,236 milhões de postos de trabalho.

Markit divulga PMI Composto dos EUA

Às 10h45, Markit divulga PMI Composto dos EUA referente a maio. Na leitura anterior: 36,4 pontos

EUA divulgam encomendas à indústria

Às 11h, divulgação de encomendas à indústria dos Estados Unidos referente a abril. Na leitura anterior: -10,40%

ISM divulga PMI Serviços dos EUA

Às 11h, o ISM divulga PMI Serviços e o Composto dos Estados Unidos referente a maio. Na última divulgação, o índice de serviços ficou em 41,8 pontos.

EUA divulgam estoques de petróleo

Às 11h30, o Departamento de Energia divulga os estoques de petróleo dos Estados Unidos até 29 de maio.

Gilmar Mendes, do STF, fala em Live do Valor às 11h

O entrevistado desta quarta-feira, 3 de junho, às 11h, na Live do Valor, é o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. A entrevista pode ser acompanhada pelo site e pelas páginas do Valor no YouTube e no LinkedIn.

Executivos da Mondelez e da M. Dias Branco falam em Live do Valor às 17h

“O setor de alimentos na crise” é o tema da Live do Valor desta quarta-feira, 3 de junho, às 17 horas. O tema será discutido com Liel Miranda, presidente da Mondelez Brasil, e Gustavo Theodozio, vice-presidente de Investimentos e Controladoria da M. Dias Branco. A entrevista poderá ser acompanhada pelo site e pelas páginas do Valor no YouTube e no LinkedIn.

Braskem tem prejuízo de R$ 3,6 bi

A Braskem encerrou o primeiro trimestre com prejuízo de R$ 3,6 bilhões, comparado ao lucro líquido de R$ 928 milhões no mesmo intervalo de 2019, pressionada pelo impacto negativo da variação cambial na dívida em moeda estrangeira e pelo ciclo de baixa da petroquímica mundial. A receita líquida da petroquímica recuou 3% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, para R$ 12,6 bilhões. A queda dos “spreads” (diferença de preços em relação à matéria-prima) resultou em baixa de 61% do resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) na comparação anual, para R$ 1,3 bilhão. O Ebitda “recorrente” caiu 22%, também para R$ 1,3 bilhão. A teleconferência com analistas e investidores está marcada para as 11h.

Petrobras espera receber propostas por refinarias no 2º semestre

A diretora de refino e gás natural da Petrobras, Anelise Lara, disse ontem que espera receber no segundo semestre as propostas pelas refinarias da empresa. Em entrevista ao canal on-line “Café com Cavanha”, ela afirmou também que as vendas de diesel já se recuperaram para os níveis pré-crise e que a companhia está preparada para atender a nova regulamentação da qualidade da gasolina, que entrará em vigor a partir de agosto.

Embraer avalia financiamento

A Embraer informou ontem que discute propostas de financiamento com bancos para capital de giro, reforço de capital e para melhorar o perfil de endividamento da companhia.

Multiplan retoma operação de shopping em Jundiaí (SP)

As operações do Jundiaí Shopping, empreendimento localizado em Jundiaí (SP) serão retomadas a partir de hoje, em horário reduzido.

Gol tem rating rebaixado

A agência de classificação de riscos Moody’s rebaixou o rating da Gol de “B1” para “Caa1”, após concluir revisão iniciada em 17 de março. A perspectiva é negativa. A decisão foi tomada para refletir a queda maior que o esperado no tráfego de passageiros e a perspectiva de uma lenta recuperação das atividades.

Marfrig lança novos tipos de hambúrguer

A Marfrig anunciou ontem o lançamento de três tipos de hambúrgueres destinados ao varejo brasileiro.

CVM rejeita proposta de BTG Pactual Holding e PPLA Participations

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) rejeitou proposta de termo de compromisso da BTG Pactual Holding, da PPLA Participations e de seu representante legal Gustavo dos Santo Vaz para encerrar dois processos administrativos, ainda sem acusação instaurada.

Taesa diz que decisão da Aneel ajuda transmissoras

A Taesa avalia que a decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de postergar o início da operação comercial de projetos de transmissão de energia considerados “não emergenciais” ajudará transmissoras que venham enfrentando dificuldades na implantação das instalações licitadas e autorizadas durante a pandemia.

Cade julga ato envolvendo Telefônica Brasil e TIM

O plenário do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) realiza sessão virtual, às 10h. Na pauta está um ato de concentração envolvendo Telefônica Brasil e TIM referente a contratos de cessão recíproca onerosa de rede (compartilhamento), aprovado pela superintendência do Cade em abril. Também será analisado processo administrativo envolvendo o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública e o Conselho Federal de Medicina e Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp). O processo investiga se médicos e clínicas deixaram de atender portadores do “Cartão de Todos” após terem sofrido processos de sindicância ou ameaças por parte do Cremesp. Outro processo administrativo é do Cade contra Copabo Infraestrutura Marítima e Pagé Indústria de Artefatos de Borracha, a respeito de suposta existência de cartel em licitação pública. O plenário analisa ainda Recurso voluntário da Marimex, que questiona despacho da Superintendência-Geral do Cade favorável à Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport). A Marimex quer impedir a Embraport de cobrar a taxa THC2, paga pela separação e entrega de cargas importadas, após a descarga do navio.