Mercado fechado

O que você precisa saber e acompanhar nesta terça

·5 minuto de leitura

Aqui estão as notícias para você começar o dia Mark Lennihan / Associated Press Santander tem alta de 5,6% no lucro O Santander Brasil obteve lucro líquido de R$ 3,811 bilhões entre julho e setembro, com elevação de 5,6% ante igual intervalo de 2019. O lucro líquido gerencial foi de R$ 3,902 bilhões, o que representa alta de 5,3% na comparação com o mesmo período do ano passado e alta de 82,7% ante o trimestre imediatamente anterior. O resultado veio acima das projeções dos analistas consultados pelo Valor, que apontavam um ganho de R$ 2,958 bilhões. Ontem, o conselho de administração do Santander aprovou o pagamento de R$ 1 bilhão em juros sobre capital próprio. O montante equivale a R$ 0,228 por unit, R$ 0,119 por ação preferencial e R$ 0,108 por ação ordinária, em valores líquidos . Os proventos serão pagos a partir de 23 de dezembro para acionistas posicionados em 4 de novembro. Tesouro anuncia Relatório Mensal da Dívida Pública de setembro A Secretaria do Tesouro Nacional anuncia, às 14h30, o Relatório Mensal da Dívida Pública Federal (DPF) de setembro. Logo depois, às 15h, o coordenador-geral de operações da dívida pública, Luis Felipe Vital, e outros técnicos do Tesouro comentarão os dados em entrevista coletiva virtual. Enjoei fixa preço de oferta A plataforma on-line de vendas Enjoei fixa o preço de sua oferta inicial de ações, com faixa indicativa de R$ 10,25 a R$ 13,75. Considerando o meio da faixa, a captação dos 96,265 milhões de ações da oferta-base pode chegar a R$ 1,155 bilhão. Já com os lotes adicional e suplementar, a captação total pode chegar a R$ 1,559 bilhão. Cade habilita Cielo, Safrapay e Adyen como terceiras interessadas em fusão de Linx e Stone O Cade habilitou a Cielo, a Safrapay e a Adyen do Brasil como terceiras interessadas no processo de análise da união entre Linx e Stone. De acordo com o regulamento do Cade, terceiros cujos interesses possam ser afetados por operações analisadas pelo conselho podem solicitar o status. As companhias alegam prejuízo na concorrência no setor de pagamentos e acesso a informações sensíveis de concorrentes. PetLove descarta oferta A varejista on-line de produtos para animais PetLove descarta uma oferta inicial de ações no curto prazo. O diretor-presidente da PetLove, Marcio Waldman, afirma que a companhia tem condições de ganhar participação no mercado sem uma abertura de capital. A empresa pretende ampliar sua aquisição em serviços, especialmente após a aquisição da DogHero, que oferece hospedagem, passeios e veterinário a domicílio. Unidas tem lucro 43% maior A Unidas registrou lucro líquido de R$ 123,5 milhões no terceiro trimestre, o que representa alta de 43% em relação ao mesmo período de 2019. A receita líquida avançou 37%, para R$ 1,78 bilhão, enquanto o Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 368,8 milhões, avanço de 12% ante o mesmo período do ano passado. A Unidas promove, às 13h, teleconferência para comentar resultados do terceiro trimestre. Klabin avalia mais aquisições A Klabin avalia mais aquisições no mercado de papelão ondulado, após assumir as fábricas de embalagens da International Paper (IP). De acordo com o diretor de embalagem da companhia, Douglas Dalmasi, há foco nas regiões Nordeste e Sul, especialmente no Paraná. A expectativa é de que a alta demanda pelo papelão ondulado se mantenha pelo menos até março do ano que vem, sustentada pela recomposição de estoques na cadeia de valor e pela retomada da construção civil. A Klabin promove, às 11h, teleconferência para comentar resultados do terceiro trimestre. Compass aprova proposta para compra da Gaspetro O conselho de administração da Compass, controlada pelo Grupo Cosan, aprovou proposta para aquisição de 51% da Gaspetro, refinaria de gás da Petrobras. A proposta apresentada conta com garantia da controladora Cosan, e os demais termos são confidenciais. A aquisição depende do aval de autoridades regulatórias. Notredame Intermédica compra Grupo Serpram O Grupo Notredame Intermédica comprou o Grupo Serpram, de Minas Gerais, por R$ 170 milhões. O grupo é composto pela operadora de saúde Serpram, pelo Hospital Imesa e pelo Hospital Varginha. A Notredame destaca que a atuação do grupo, no sul de Minas Gerais, está a cerca de cem quilômetros de suas operações da Climepe, adquiridas pela companhia na cidade de Poços de Caldas. Em 2019, o Grupo Serpram registrou faturamento líquido de R$ 108,4 milhões, com sinistralidade de 76% e Ebitda de R$ 8 milhões. Randon vai criar nova subsidiária O conselho de administração da Randon aprovou a criação da subsidiária Randon Tech Solutions Industry, com capital social inicial de R$ 20,4 milhões, para fabricar e comercializar células robotizadas, máquinas, dispositivos e ferramentas industriais. A subsidiária, localizada em Caxias do Sul (RS), também deve prestar serviços técnicos de engenharia e assessoria no segmento de automação industrial. IRB encerra primeira emissão de debêntures O IRB Brasil RE encerrou sua primeira emissão de debêntures em R$ 550 milhões, abaixo dos R$ 900 milhões pretendidos, segundo fontes ouvidas pelo Valor. A operação foi considerada “satisfatória” diante das condições atuais do mercado e o tamanho pretendido na emissão era relevante. Guararapes vai para o Novo Mercado O conselho de administração da Guararapes, dona da Riachuelo, aprovou a migração da companhia para o Novo Mercado da B3. O segmento é voltado a companhias que adotam práticas de governança corporativa adicionais às exigidas pela legislação.