Mercado fechado

O que são esses pendrives saindo das paredes? Entenda o significado!

Nathan Vieira

A situação é a seguinte: você está andando pela rua e se depara com algo no mínimo inusitado preso na parede. Mais precisamente, um pendrive. Provavelmente, sua mente ficou apenas com um ponto de interrogação, e você não entendeu nada, ou talvez tenha maquinado alguma das teorias da conspiração que já circundam esse assunto (como espionagem ou hackers). No entanto, diferente do que muita gente pode pensar, o conceito desse pendrives não tem absolutamente nada a ver com espiões tentando passar uma mensagem super secreta.

Esse conceito teve início na cidade de Nova York em 2010, a partir do momento em que o artista conceitual alemão Aram Bartholl instalou um dispositivo de armazenamento USB que se projetava de uma parede. A ideia começou a se espalhar e esses pendrives foram colocados em várias partes do mundo, atendendo pelo nome de USB Dead Drops. Basicamente, o público é convidado a deixar ou encontrar arquivos num dead drop, conectando seus laptops no pendrive colocado na parede para compartilhar arquivos e dados. É possível usar smartphones e tablets usando adaptador USB.

O nome desses pendrives presos em lugares inusitados é dead drop

Um usuário do Quora conta que, na maioria das vezes, o conteúdo das unidades flash é seguro, e que chegou a encontrar várias obras de arte, livros e histórias, minijogos, filmes caseiros, às vezes um pouco de pornografia e até alguns arquivos criptografados. Alguns dos arquivos criptografados foram abertos, enquanto outros não. "O fascinante é que às vezes encontro um mapa. Às vezes, o mapa leva a belas jóias escondidas pela cidade, inexpugnáveis, outras vezes levam a outros pendrives e ... bem, há alguns que eu ainda tenho que entender", explica o internauta.

É claro que um pendrive aleatoriamente preso em uma parede parece misterioso e sugere que foi colocado lá por algum motivo obscuro. Mas, na maioria das vezes (talvez todas), não é um artefato secreto de espionagem, nem de um grupo de hackers: é voltado principalmente para pessoas que compartilham conteúdo e se divertem.

Que espião, o quê!

A ideia de que esses pendrives são usados por espiões (como sugere inclusive o próprio nome, Dead Drop, que é uma técnica de espionagem) pode soar muito mais interessante. No entanto, não demoraria muito para que a mensagem fosse exposta, e provavelmente este dispositivo USB seria acessado por outros espiões e agências de Inteligência. Além disso, como o dispositivo USB está fixo na parede e não teria como levá-lo, o espião ficaria "preso" por alguns minutos para extrair as informações, o que claramente não é a situação ideal para um agente secreto.

Ao contrário do que se pensa, a ideia do dead drop não é a espionagem

De qualquer forma, antes de se aventurar e sair para procurar os Dead Drops, é extremamente recomendável que você instale um excelente programa antivírus e antimalware, além de usar um dispositivo que você não se importaria muito caso viesse a ser infectado por malware ou que possa potencialmente quebrar a porta USB devido ao posicionamento do dispositivo durante a transferência do arquivo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: