Mercado fechado

Traumatismo dentário em crianças: o que fazer?

·2 minuto de leitura
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Pais e responsáveis por crianças precisam estar sempre preparados para imprevistos. Os casos de traumatismo dentário, por exemplo, exigem alguns cuidados especiais que podem fazer toda a diferença no processo de restauração e recuperação. Conheça os principais.

Veja mais conteúdo de saúde bucal

1. Verifique se a criança está bem e tente tranquilizá-la

O primeiro passo para lidar com uma situação de traumatismo dentário é checar a situação da pessoa após o acidente e identificar as áreas machucadas. Durante esse processo, é importante não se desesperar e tentar tranquilizar a criança.

2. Dentes permanentes fraturados

Quando um dente permanente sofre uma fratura, é importante encontrar o pedaço que foi quebrado e guardá-lo em um recipiente com soro fisiológico ou leite. Isso porque os dentistas conseguem reposicionar o fragmento em seu lugar original na hora de fazer a restauração.

3. Avulsão de dentes permanentes

Quando o dente permanente se desprende da boca por causa do traumatismo, também é preciso achá-lo e armazená-lo em um recipiente com soro fisiológico ou leite. Nesse caso, o indicado é ir ao dentista o mais rápido possível para fazer o reimplante.

4. Dentes de leite

Em alguns casos de traumatismo, os dentes de leite se desprendem completamente da boca. Caso isso aconteça, é importante guardá-los para mostrar ao dentista. Entretanto, a possibilidade de implantá-los novamente (como no caso dos dentes permanentes) é muito baixa.

5. Limpeza do local

Nem sempre o traumatismo bucal atinge só os dentes. Em alguns casos, ele pode machucar outras partes da boca, como a gengiva, os lábios e a língua. É importante lavar as áreas afetadas com cuidado para evitar infecções e outros problemas que podem interferir no processo de recuperação.

6. Consulte um dentista

Ir imediatamente ao dentista é essencial. Além de analisar o machucado e realizar a restauração, o profissional consegue usar o raio-x para avaliar o impacto do traumatismo na boca dos pacientes.

7. Evite automedicação

A automedicação pode prejudicar o processo de recuperação. Por isso, o ideal é medicar a criança seguindo sempre as indicações do dentista.

8. Cuidado com a alimentação

É importante ficar atento à alimentação após algum tipo de traumatismo dentário. Recomenda-se evitar ingredientes muito duros e seguir as orientações do dentista, que irá indicar as opções mais adequadas para a recuperação e cicatrização do local.