Mercado fechará em 2 h 53 min
  • BOVESPA

    107.550,38
    -1.391,30 (-1,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.518,70
    -1.080,68 (-2,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,18
    -1,96 (-2,30%)
     
  • OURO

    1.834,90
    +3,10 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    34.124,90
    -1.186,96 (-3,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    778,69
    -31,91 (-3,94%)
     
  • S&P500

    4.286,10
    -111,84 (-2,54%)
     
  • DOW JONES

    33.573,00
    -692,37 (-2,02%)
     
  • FTSE

    7.315,58
    -178,55 (-2,38%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.138,25
    -288,25 (-2,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2236
    +0,0336 (+0,54%)
     

O que esperar de Oppo e OnePlus para 2022

·11 min de leitura

A Oppo é uma das marcas chinesas que mais ganhou destaque nos últimos anos, não somente por causa de seus celulares topos de linha, mas também pelos seus intermediários, acessórios, e tecnologias inovadoras. Em junho deste ano, ela se juntou com a OnePlus, então é possível esperar um nível mais alto de integração entre as duas companhias — mesmo assim, ainda há um certo grau de independência entre elas, e por isso é possível listar alguns itens que podem ser esperados de forma separada.

Oppo Find X4 poderá ser o próximo flagship

Oppo Find X3 Pro deverá ganhar atualização em componentes como processador e câmeras (Imagem: Divulgação/Oppo)
Oppo Find X3 Pro deverá ganhar atualização em componentes como processador e câmeras (Imagem: Divulgação/Oppo)

Uma das linhas de smartphones mais populares da Oppo é a Find X. Ela costuma apresentar os processadores mais modernos da Qualcomm, além de bastante memória RAM e armazenamento interno. Ao que tudo indica, a série será atualizada no início de 2022 com o Oppo Find X4, e seus aparelhos “irmãos”.

A companhia já confirmou que utilizará o novo Snapdragon 8 Gen 1, o processador mais poderoso apresentado pela Qualcomm até o momento. Ele deverá estar no Oppo Find X4 Pro, o dispositivo mais caro da linha que ainda terá câmeras atualizadas, tela com resolução acima da média (o atual OPPO Find X3 Pro tem display Wide Quad HD+), e bateria com suporte para carregamento rápido.

Próximo flagship da marca pode chegar na primeira metade de 2022 (Imagem: Divulgação/Oppo)
Próximo flagship da marca pode chegar na primeira metade de 2022 (Imagem: Divulgação/Oppo)

Porém, os outros modelos da mesma linha deverão ter hardware menos poderoso, para permitir a comercialização dos dispositivos por um valor mais acessível. Para efeito de comparação, os modelos Oppo Find X3 e X3 Neo trazem a plataforma Snapdragon 870, enquanto o X3 Lite vem com o Snapdragon 765 — novas versões desses modelos poderão ser comercializadas com processadores equivalentes, porém atualizados.

Ainda não existe uma previsão concreta em relação à data de lançamento da linha Oppo Find X4, mas é provável que ela apareça ainda na primeira metade de 2022 — como a geração atual foi apresentada em março deste ano, a marca poderá optar por fechar um ciclo de um ano, assim como já ocorreu historicamente.

Linha Reno 8 liderará os intermediários

Linha Oppo Reno acabou de receber atualização, e portanto ainda pode demorar para receber uma nova geração (Imagem: Divulgação/Oppo)
Linha Oppo Reno acabou de receber atualização, e portanto ainda pode demorar para receber uma nova geração (Imagem: Divulgação/Oppo)

Outra série bastante conhecida da Oppo é a Reno, que também deve ganhar suas atualizações para 2022. Porém, como os modelos da linha Reno 7 acabaram de ser apresentados, é bastante provável que os futuros modelos Reno 8 somente sejam mostrados daqui a vários meses.

De qualquer forma, a Oppo não deverá proporcionar grandes revoluções nas características da linha, que costuma trazer componentes intermediários e grande variedade de opções em quesito de processamento — o Reno 7 recentemente lançado vem com o Snapdragon 778G, enquanto o Reno 7 Pro e 7 SE passam para plataformas da MediaTek (Dimensity 1200 e 900, respectivamente).

Antes da linha Reno 8, é possível ainda que a Oppo apresente versões adicionais do Reno 7. Atualmente são três modelos, mas uma variante Pro Plus com processador mais forte não é descartada para algum momento do ano que vem — o Reno 6 Pro Plus foi lançado em maio deste ano com o Snapdragon 870, por exemplo.

Versões extras do Reno 7 também podem aparecer (Imagem: Divulgação/Oppo)
Versões extras do Reno 7 também podem aparecer (Imagem: Divulgação/Oppo)

Ao mesmo tempo, um smartphone que gerou rumores mas ainda não apareceu de forma oficial é o Reno 6 Lite, que promete especificações um pouco mais básicas e preço acessível. Porém, este aparelho ainda não tem um lançamento confirmado, e não se sabe quando ele poderá aparecer para o público.

A Oppo também deve apresentar atualizações para vários outros intermediários que costumam ser exclusivos para mercados específicos, como é o caso das linhas K9 e A95 que são mais populares na China, e o F19 que é vendido na Índia. Até o momento não existem informações relacionadas a uma possível chegada da marca de forma oficial ao Brasil, mesmo que ela tenha iniciado operações em países próximos como Chile e Colômbia ao longo de 2021.

Segunda geração do Oppo Find N e o foco nos dobráveis

A Oppo já é oficialmente uma competidora no mercado de celulares dobráveis depois do lançamento oficial do Oppo Find N, celular que pretende bater de frente com modelos como Galaxy Z Fold 3 e Mi Mix Fold, além de seus possíveis sucessores.

Lançado já no final do ano, o dobrável da Oppo chamou a atenção pelas suas dimensões compactas e preço mais baixo do que os seus concorrentes. Como a sua apresentação oficial foi feita há pouco tempo, é mais provável que uma segunda geração do smartphone flexível apareça apenas nos últimos meses de 2022.

Ainda é difícil saber quais serão as diferenças de uma suposta nova geração do Oppo Find N, porém é bastante possível que as novidades continuem voltadas para as telas do dispositivo. Recursos como câmera escondida abaixo do display e maior taxa de atualização no display externo (que atualmente é de apenas 60 Hz) são exemplos de atrativos que já são vistos nos concorrentes, mas não no dobrável da Oppo.

Câmeras retráteis para muito zoom

Tecnologia de câmera retrátil deve chegar aos modelos da Oppo em 2022 (Imagem: Divulgação/Oppo)
Tecnologia de câmera retrátil deve chegar aos modelos da Oppo em 2022 (Imagem: Divulgação/Oppo)

Durante o evento INNO Day 2021, em que a marca mostrou vários de seus projetos para o futuro, a Oppo demonstrou que pretende continuar seus altos investimentos em câmeras de celulares. Um recurso que chamou a atenção foi a possibilidade de implementar componentes mecânicos retráteis em uma lente, que avançaria alguns milímetros para fora da tampa traseira do dispositivo.

Mesmo que a marca tenha divulgado várias imagens da tecnologia, ela ainda apresenta várias perguntas que podem ser respondidas ao longo de 2022. Não se sabe, por exemplo, qual smartphone será o primeiro a trazer o novo sistema, se é que ele vai ser lançado para o público no momento.

Além disso, as capacidades dessa câmera também não são conhecidas — é bem provável que ela atue como uma lente periscópio para atingir altos níveis de zoom sem necessariamente criar um módulo com espessura muito grande na parte traseira do dispositivo, mas o nível de aproximação óptica não foi revelado até o momento.

Inteligência artificial em foco

MariSilicon X mostra intenção da marca em produzir componentes próprios (Imagem: Divulgação/Oppo)
MariSilicon X mostra intenção da marca em produzir componentes próprios (Imagem: Divulgação/Oppo)

Os recursos das próximas câmeras em celulares da Oppo podem ser otimizados de forma completamente integrada com o MariSilicon X, o primeiro chip desenvolvido completamente pela companhia. Ele promete um processamento de fotos e vídeos mais preciso com o auxílio mais presente de uma inteligência artificial capaz de melhorar conteúdos capturados sob quaisquer condições de luz.

O desenvolvimento dessa plataforma ainda indica uma intenção da marca em produzir cada vez mais componentes próprios, indicando que mais hardware com a marca da Oppo possa aparecer ao longo de 2022.

Para quem costuma jogar nos smartphones, a Oppo também deverá implementar o Ray Tracing nos seus celulares, tecnologia que revolucionou a forma como luzes e reflexos são tratados em consoles como o PS5 e Xbox Series X. A marca já fez algumas demonstrações simples de como o visual dos games poderá ficar nos seus próximos smartphones, com a inovação que será inédita em dispositivos móveis.

Realidade assistida e a internet além do celular

Air Glass foi apresentado no evento INNO Day 2021 (Imagem: Divulgação/Oppo)
Air Glass foi apresentado no evento INNO Day 2021 (Imagem: Divulgação/Oppo)

A Oppo também pretende apresentar outros produtos conectados com a internet, além dos tradicionais telefones celulares. Exemplo disso é o Air Glass, óculos que trabalham com o que a marca chama de “realidade assistida” — ou seja, vestíveis que mostram informações virtuais sem necessariamente interagir com o ambiente, como acontece em produtos de realidade aumentada.

Portanto, é uma espécie de tela de smartphone posicionada próxima ao olho humano, que mostraria itens como notificações, textos para leitura em voz alta ou direcionamentos de navegação. Porém, ele ainda apresenta várias limitações, como a incapacidade de funcionar por conta própria (ou seja, sem estar pareado com um smartphone) e a impossibilidade de projeção colorida — portanto, o ano que vem pode ser essencial para consolidação da tecnologia, com possíveis produtos mais avançados e independentes.

Acessórios para colocar a saúde em dia

Linha Oppo Watch pode ganhar terceira geração (Imagem: Divulgação/Oppo)
Linha Oppo Watch pode ganhar terceira geração (Imagem: Divulgação/Oppo)

Produtos como relógios inteligentes e fones de ouvido também deverão ganhar novas versões ao longo de 2022. Um possível Oppo Watch 3 poderá ser anunciado como principal smartwatch da marca, para fazer frente a concorrentes como o Apple Watch ou o Galaxy Watch.

Como o produto deverá ser anunciado na segunda metade de 2022, ainda é cedo para confirmar quais serão as principais novidades dele — porém, caso ele siga tendências que começam a aparecer no mercado, ele poderá ter como atrativo principal o suporte para medição de pressão sanguínea, recurso que começará a aparecer em relógios de diversas marcas em breve. Além disso, ele deverá ter melhorias em áreas como monitoramento de atividades esportivas, velocidade geral do sistema, duração de bateria e velocidade de carregamento.

Novos fones de ouvido poderão trazer recursos de saúde (Imagem: Divulgação/Oppo)
Novos fones de ouvido poderão trazer recursos de saúde (Imagem: Divulgação/Oppo)

Outros dispositivos que podem ganhar recursos voltados para saúde e bem-estar são os fones de ouvido sem fio das linhas Enco Free, Buds, Air, entre outras. Novas tecnologias para detecção de informações corporais com base em dados obtidos diretamente na região próxima das orelhas estão sendo desenvolvidas por diversas marcas, e devem representar as próximas inovações no mercado.

Além disso, poderão ser feitas melhorias gerais nos recursos já conhecidos dos fones, como o cancelamento ativo de ruído, modo transparência, ergonomia, qualidade dos microfones internos, duração de bateria, entre vários outros fatores relevantes.

OnePlus ainda em cena

Mesmo com fusão, OnePlus deverá lançar novo flagship (Imagem: Divulgação/OnePlus)
Mesmo com fusão, OnePlus deverá lançar novo flagship (Imagem: Divulgação/OnePlus)

No dia 16 de junho de 2021, a OnePlus anunciou que tinha finalizado um processo de fusão com a Oppo, o que levou a uma integração muito maior entre o trabalho de desenvolvimento de novas tecnologias entre as duas marcas. Porém, como já aconteceu em outros casos anteriores, a companhia que foi absorvida (no caso, a própria OnePlus) ainda terá independência para lançar novos produtos e acessórios.

Por isso, espera-se que a linha OnePlus 10 seja apresentada entre os meses de março e abril de 2022, completando um tradicional ciclo de um ano entre as gerações de aparelhos topo de linha da marca. Rumores já apontam que os novos celulares poderão ser bastante similares à série OnePlus 9, mas com algumas atualizações pontuais, como o suporte para carregamento rápido de até 80 W por fio e 50 W no wireless na versão Pro do dispositivo (não por coincidência, são as mesmas capacidades previstas para o Oppo Find X4 Pro).

A linha deverá contar com pelo menos quatro aparelhos, que incluem o OnePlus 10, 10 Pro, 10R e 10RT, em que alguns modelos poderão ter especificações menos poderosas para baratear o produto e fazer uma ponte com os próximos intermediários da marca.

Outro dos próximos lançamentos da OnePlus deverá ser o Nord 2 CE 5G, que já tem várias especificações rumoradas — o aparelho poderá ter processador MediaTek Dimensity 900, configurações que chegam a 12 + 256 GB, câmera principal de 64 MP e bateria de 4.500 mAh com suporte para carregamento rápido de 65 W. Além desse modelo, a companhia também poderá atualizar linhas que são voltadas para países específicos do mercado internacional, como a N200 5G, por exemplo.

Outra área que a OnePlus e a Oppo poderão explorar a partir do ano que vem é a de tablets, já que rumores recentes apontam para um possível lançamento já no início de 2022. Ainda não são conhecidos detalhes sobre esse possível novo dispositivo, mas é provável que ele seja exclusivo dos mercados chinês e indiano.

Linha OnePlus Nord deverá ter vários celulares novos (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)
Linha OnePlus Nord deverá ter vários celulares novos (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

A companhia também tem seus próprios fones de ouvido que poderão ganhar novas versões, como os recentemente apresentados Buds Pro e Buds Z. Assim como acontece com os produtos da Oppo, eles poderão começar a trazer recursos voltados para saúde e bem-estar, mas até o momento não existem informações concretas sobre como serão as características dos acessórios — a mesma situação vale para o OnePlus Watch, relógio que foi apresentado em março deste ano e pode ter atualizações na primeira metade de 2022.

Uma situação interessante que poderá ser observada para aparelhos da OnePlus ao longo de 2022 será relacionada com a parte de software dos seus dispositivos. Mesmo que o OxygenOS (sistema da OnePlus) e o ColorOS (sistema da Oppo) ainda sejam lançados de forma separada, suas últimas versões já estão muito parecidas visualmente, e também dividem uma mesma série de códigos, com o objetivo de padronizar a experiência de todos os usuários de produtos das duas companhias.

Portanto, também é possível que em algum momento os dois sistemas operacionais tenham uma fusão completa, o que levaria ao fim oficial do Oxygen OS. Entretanto, assim como grande parte dos itens citados anteriormente, será necessário aguardar pelos próximos movimentos das marcas ao longo de 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos