Mercado fechará em 44 mins
  • BOVESPA

    112.076,47
    +2.358,53 (+2,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.639,12
    +178,57 (+0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,74
    -2,60 (-2,76%)
     
  • OURO

    1.816,30
    +9,10 (+0,50%)
     
  • BTC-USD

    24.183,23
    +53,54 (+0,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    575,51
    +4,23 (+0,74%)
     
  • S&P500

    4.271,67
    +64,40 (+1,53%)
     
  • DOW JONES

    33.705,66
    +368,99 (+1,11%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.550,00
    +238,75 (+1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1992
    -0,1245 (-2,34%)
     

O que é um pneu run flat?

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O termo run flat, na tradução literal para o português, significa “correr murcho”. Portanto, quando alguém te perguntar o que é um pneu run flat, a resposta mais simples pode ser exatamente essa: um pneu que consegue rodar murcho, ou melhor, furado.

A tecnologia run flat surgiu há muito tempo, ainda na década de 1930, época em que as câmaras de um pneu costumavam estourar com mais facilidade. Claro, após quase um século, ela foi aperfeiçoada e, hoje, é repleta de tecnologia voltada para a segurança dos ocupantes dos carros.

Afinal, ter a possibilidade de rodar, dentro de um determinado limite de quilômetros e de velocidade, com o pneu furado ou vazio, até encontrar um local apropriado para o conserto ou a troca do composto, pode evitar riscos, dependendo do local em que o incidente tiver ocorrido.

Para aguentar o tranco de rodar vazio, a estrutura do pneu run flat precisa ser diferente da encontrada nos modelos tradicionais. E é. Os pneus com tecnologia run flat contam com reforços estruturais nos flancos, ombros e talões. E é este reforço que garante o rodar sem que o detalonamento ocorra por um determinado tempo.

Pneu run flat pode rodar vazio por quantos km?

Uma das maiores dúvidas a respeito do pneu run flat é sobre a “autonomia” dele, ou seja, por quantos quilômetros um pneu run flat pode rodar vazio sem comprometer a dirigibilidade e a segurança do carro que estiver com um composto furado.

O Canaltech foi buscar a resposta para esta pergunta com uma autoridade no assunto: Fabio Magliano, gerente de produtos Car e Motorsport da Pirelli para a América Latina. E o posicionamento do executivo da fabricante italiana foi bem elucidativo.

“Quando o pneu fica totalmente sem ar em seu interior, todo o peso do veículo se sustenta sobre essa estrutura reforçada, permitindo ao motorista rodar até 80 km, com velocidade máxima de 80 km/h, em segurança e manter-se estável e na trajetória”.

Pneu run flat, independentemente da marca, pode rodar por até 80 quilômetros (Imagem: Jonathan Kauffmann/Unsplash/CC)
Pneu run flat, independentemente da marca, pode rodar por até 80 quilômetros (Imagem: Jonathan Kauffmann/Unsplash/CC)

Os limites informados por Magliano não são exclusivos dos pneus run flat da Pirelli. Outras das principais marcas do segmento no País também disponibilizam pneus run flat em suas linhas, e todos eles, independentemente do modelo (Continental, Bridgestone, Goodyear , Michelin ou Dunlop), também oferecem ao motorista a possibilidade de rodar com o composto vazio por 80 quilômetros em velocidades de até 80 km/h.

Vantagens e desvantagens de um pneu run flat

A segurança de poder rodar por até 80 quilômetros com um pneu furado até encontrar um local ideal para efetuar o reparo ou a troca do composto é, sem dúvida alguma, uma das vantagens de ter pneus com a tecnologia run flat no carro. Além desta, podemos destacar como pontos positivos:

  • Maior controle do carro: A chance de manter o controle do carro em alta velocidade ao passar por um enorme buraco, por exemplo, é muito maior se o pneu for run flat;

  • Menos peso e mais espaço: Como não precisa carregar estepe, um carro equipado com pneus run flat fica mais leve e com um espaço maior no porta-malas.

Pneu run flat, da Pirelli, pode rodar por até 80 quilômetros, mesmo furado (Imagem: Divulgação/Pirelli)
Pneu run flat, da Pirelli, pode rodar por até 80 quilômetros, mesmo furado (Imagem: Divulgação/Pirelli)

Desvantagens:

  • Menos conforto: Por serem mais duros do que os pneus comuns, os compostos do tipo run flat acabam deixando o rodar do carro menos confortável, pois eles “sentem” mais as imperfeições das ruas;

  • Incompatibilidade: Não é recomendado trocar os pneus comuns pelos do tipo run flat em qualquer carro. Antes é preciso saber se o carro em questão foi homologado para receber este tipo de composto, pois são necessários alguns ajustes, como na suspensão, além da obrigatoriedade de o carro contar com sensor de monitoramento da pressão dos pneus;

  • Preço: Um pneu tipo run flat é cerca de 30% mais caro do que um tradicional e, até por este motivo, atualmente é encontrado no Brasil quase que exclusivamente em modelos de marcas consideradas premium, como Audi, BMW e Mercedes-Benz.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos