Mercado abrirá em 3 h 3 min
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,02
    +1,45 (+1,32%)
     
  • OURO

    1.826,60
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    21.081,16
    -382,90 (-1,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,45
    -1,34 (-0,29%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.336,06
    +77,74 (+1,07%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.085,50
    +45,00 (+0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5345
    -0,0096 (-0,17%)
     

O que é um número EID no celular?

Tecnologia cuja implementação já foi iniciada há alguns anos, o eSIM é um dos protocolos que busca eliminar a necessidade de smartphones, tablets e outros dispositivos que acessam redes móveis utilizarem chips físicos, os cartões SIM. Através de um coprocessador instalado no celular, as operadoras de telefonia conseguem transferir os dados e estabelecer a conexão. Para que a comunicação seja feita, no entanto, a prestadora de serviço precisa do número EID.

O que é e para que serve o número EID de um celular?

O Embedded Identification Document (EID), ou Documento de Identificação Embutido, em tradução livre, é um número de identificação com 32 dígitos integrado ao eSIM de um smartphone. Similar ao IMEI, o EID é um identificador único para cada aparelho e seu uso é obrigatório para que os planos de telefonia móvel vinculados ao eSIM sejam ativados.

Integrado ao celular, o eSIM busca eliminar as dificuldades do uso de chips SIM físicos, e possui um identificador próprio para comunicação com a operadora — o EID (Imagem: Reprodução/Claro)
Integrado ao celular, o eSIM busca eliminar as dificuldades do uso de chips SIM físicos, e possui um identificador próprio para comunicação com a operadora — o EID (Imagem: Reprodução/Claro)

O trabalho conjunto do EID e do eSIM possibilitam que os usuários troquem de celular, de plano ou de operadora sem as dificuldades impostas por chips SIM físicos, facilitando a portabilidade para outras companhias, por exemplo, já que o número de telefone não é atrelado a um componente físico. É importante ter o código em mãos na hora de ativar o eSIM, e é possível checá-lo de múltiplas maneiras.

Como encontrar o EID no Android

A maioria dos smartphones Android costuma trazer o EID na caixa, incluído na grande etiqueta onde estão diversas informações do aparelho, como o número de modelo, a capacidade de memória e o IMEI. Dito isso, há determinados dispositivos que salvam o identificador apenas no sistema, sendo necessário acessar as configurações para encontrá-lo.

Smartphones da Samsung encontram-se nessa seleção e, para achar o seu EID, basta seguir os passos a seguir:

  1. Acesse as configurações do celular;

  2. Role a tela até chegar à categoria "Sobre o telefone" e acesse-a;

  3. Toque em "Informações de status";

  4. O número EID do aparelho deve estar listado logo no início, na terceira linha.

Celulares de outras marcas podem ter caminhos diferentes para encontrar o número de identificação, mas normalmente o código está salvo na seção de "Status do telefone" dentro da categoria "Sobre o telefone", ou ainda na categoria de redes móveis dentro da seção de "Configurações de rede". Você também pode utilizar a busca, digitando "EID".

Como encontrar o EID em um iPhone

Assim como nos aparelhos Android, os iPhones também contam com o EID impresso na caixa, junto à etiqueta de informações do aparelho, mas também é possível conferir o código através do sistema operacional utilizando os seguintes passos:

  1. Acesse as configurações do iPhone;

  2. Role a tela até chegar à categoria "Geral" e acesse-a;

  3. Logo no topo da tela seguinte, toque em "Sobre";

  4. Role a página até encontrar a seção "EID", onde o código de identificação está armazenado.

Ativando o plano móvel do eSIM

Ao se cadastrar e contratar um plano vinculado ao eSIM, a operadora fornecerá um código QR que deve ser escaneado para que o chip seja devidamente ativado. Apesar de possuírem particularidades, em virtude das diferenças dos sistemas, o processo é relativamente similar tanto em celulares Android quanto em iPhones.

Acessando a seção de Redes Móveis dos smartphones, é possível ativar o eSIM com um código QR ou os dados fornecidos pela operadora (Imagem: Renan da Silva Dores/Captura de tela)
Acessando a seção de Redes Móveis dos smartphones, é possível ativar o eSIM com um código QR ou os dados fornecidos pela operadora (Imagem: Renan da Silva Dores/Captura de tela)

Na seção de conexões, na categoria de dados móveis, toque em "Adicionar plano móvel" ou "Adicionar rede móvel". Uma opção para escanear o código QR fornecido pela operadora será exibida, bastando seguir os passos indicados pelo celular após o escaneamento — um código de segurança, também fornecido pela operadora, pode ser solicitado durante o processo. É possível ainda inserir os dados manualmente, utilizando o EID e as informações oferecidas pela companhia de telefonia.

No Brasil, Claro, TIM e Vivo já trabalham com o eSIM — as três operadoras requerem a aquisição do código QR presencialmente em uma de suas lojas, como forma de garantir a ativação segura dos planos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos