Mercado abrirá em 9 h 8 min

O que é um anime Yaoi?

Entrar no mundo dos animes e mangás nem sempre é tarefa fácil, principalmente por causa dos diversos termos bastante específicos que essas produções recebem que nem sempre deixam claro do que se trata. Por isso mesmo, não é difícil ver alguém caindo de paraquedas em uma história yaoi e se surpreendendo com o que encontrou.

Isso porque esse tipo de produção traz um tom bem específico: são mangás e animes com uma trama focada no romance homessexual entre homens. Essas obras são bem populares no Japão e, embora tenham surgido quase que de forma clandestina e a partir do trabalho de fãs, é possível encontrar um público cativo em todo o mundo.

E o mais interessante disso tudo é que, ao contrário do que muitos podem imaginar, o yaoi é produzido principalmente para (e, às vezes, por) mulheres. Sua origem está bastante fundamentada nas leitoras de mangá e é a partir delas que esse nicho cresceu a ponto de ter diversos animes voltados para o tema.

Yuri!!! on Ice é um dos maiores sucessos yaoi dos últimos tempos (Imagem: Reprodução/Mappa)
Yuri!!! on Ice é um dos maiores sucessos yaoi dos últimos tempos (Imagem: Reprodução/Mappa)

Como surgiu o yaoi?

Apesar de todo mundo chamar esse tipo de história de yaoi, a verdade é que o termo é muito mais usado no Ocidente do que realmente no Japão. Por lá, a expressão surgiu como uma piada interna por parte da comunidade e acabou ganhando força em outros países. No entanto, entre os japoneses, esses romances homoafetivos são mais conhecidos por boys’ love — ou apenas BL.

No caso do yaoi, o nome surge em meados dos anos 1970 em fanzines e revistas publicadas por essas fãs — os chamados doujishins. De forma bem resumida, parte do público criava histórias usando personagens de animes conhecidos e colocando-os em fanfics homossexuais. Não é muito diferente do que a gente encontra em alguns fóruns hoje, mas de uma forma ainda bem analógica.

Em geral, os yaoi são romances que oscilam entre a comédia e o drama (Imagem: Reprodução/Encourage Films)
Em geral, os yaoi são romances que oscilam entre a comédia e o drama (Imagem: Reprodução/Encourage Films)

E o nome vem desse contexto. Isso porque essas publicações independentes, na maioria dos casos, não se preocupava em ter um enredo bem estruturado, focando muito mais na tensão romântica e sexual dos personagens. Por isso, passaram a ser definidas como obras “sem clímax, sem resolução e sem significado” — ou yama nashi, ochi nashi, imi nashi, no japonês. Assim, aglutinando a expressão, surge o nome yaoi.

Apesar desse começo bem amador e até um pouco autodepreciativo, a verdade é que esse estilo de história começou a se popularizar ao longo dos anos e a ponto de chegar ao mercado editorial formal do Japão e ganhando mangás e até animes que se tornaram clássicos, como Gravitation, Yuri!!! on Ice e Given.

Características de um yaoi

Por serem histórias voltadas muito mais para o público feminino, o yaoi acaba sendo tratado quase como um subgênero do shoujo. Isso significa que, em sua grande maioria, essas obras misturam romance com doses de comédia, não abrindo mão de um drama aqui e ali.

O nível dessa relação entre os personagens varia bastante — e há até categorias específicas para isso —, mas o mais comum é justamente a trama que explora a tensão romântica e até sexual entre os protagonistas. E o curioso é notar que o yaoi é algo que se torna tão forte que até mesmo algumas obras que não se enquadram no estilo acabam bebendo da fonte.

Lembra de Sakura Card Captors? O anime da menina que precisa capturar cartas não é classificado como um yaoi propriamente dito, mas a dinâmica de alguns de seus personagens é diretamente influenciada pelo gênero. Basta lembrar do quão duvidosa era a relação de Yukito com Touya ou mesmo como Shoran ficava sem jeito quando ficava perto deles.

Além dessa tensão, o design dos animes yaoi também é bem característico. Quase todas as vezes, os protagonistas são mais andrógenos e com um traço mais limpo e com formas mais esguias — se encaixando bastante no conceito mais oriental de beleza.

Os diferentes níveis

Como não poderia deixar de ser, um yaoi não é igual ao outro. Isso porque cada história adota um tom específico e aborda essa relação entre os personagens de uma forma. Há aqueles que vão ser bem sutis na hora de falar do romance, enquanto outros vão seguir por um caminho mais picante e não se privar de mostrar nada. Alguns nem história têm, indo direto para a sacanagem. É o famoso “tem pra todo mundo”.

Given é um anime yaoi clássico, não escondendo o romance entre os personagens (Imagem: Reprodução/Aniplex)
Given é um anime yaoi clássico, não escondendo o romance entre os personagens (Imagem: Reprodução/Aniplex)

Dentro dessa escala, o shounen-ai pode ser descrito como o yaoi mais light. Como o próprio nome já sugere, é uma obra muito mais próxima do shoujo clássico, mas com alguns elementos voltados para essa temática homossexual. Por isso mesmo, em alguns casos, o romance nem acaba se concretizando, ficando muito mais na insinuação e na tensão. Quando muito, há um carinho, um abraço ou um beijo ainda tímido.

Já o yaoi propriamente dito, e como ficou conhecido no restante do mundo, é esse BL que vai um pouco mais além. Isso significa que ele não tem vergonha de se assumir como tal e não esconde o romance de seus personagens. Assim, além de deixar claro que os dois rapazes são mesmo um casal, há algumas cenas um pouco mais quentes e não é raro ter indicação até mesmo de sexo — ainda que nada muito explícito.

Isso já é bem diferente do chamado Lemon, que já é algo bem mais gráfico e beira o pornô. Nesse caso, é um estilo bem mais raro de encontrar em animes e mangás publicados por editoras, se restringindo muito mais a fanfics e publicações amadoras.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: