Mercado abrirá em 7 h 28 min
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,00 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,96 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,32
    -0,42 (-0,53%)
     
  • OURO

    1.644,20
    -11,40 (-0,69%)
     
  • BTC-USD

    18.796,04
    -166,30 (-0,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    430,31
    -14,23 (-3,20%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,29 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.896,06
    -37,21 (-0,21%)
     
  • NIKKEI

    26.452,23
    -701,60 (-2,58%)
     
  • NASDAQ

    11.294,50
    -82,25 (-0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0819
    -0,0157 (-0,31%)
     

O que é PANC? | Planta Alimentícia Não Convencional

Você sabe o que é PANC? A Planta Comestível Não Convencional tem se destacado no cardápio de pessoas concentradas em alcançar uma alimentação mais saudável. O destaque fica por conta do baixo custo e do fácil cultivo, uma vez que estamos falando até dos matinhos espalhados pelas calçadas.

O termo surgiu de um artigo publicado em 2008 por botânicos da UFRGS, mas conquistou popularidade apenas em 2014, com o lançamento de um guia sobre o tema — Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil — responsável por informar aspectos nutricionais e ensinar receitas com mais de 350 vegetais antes não consumidos pela população.

O livro Local Food Plants of Brazil argumenta que a maior biodiversidade na alimentação é a base de um sistema alimentar mais sustentável, principalmente levando em consideração a segurança alimentar nutricional, resistência às mudanças climáticas, dietas melhores e maior resiliência a pragas.

Pode comer qualquer PANC?

Um ponto positivo das PANC é que, por serem locais, elas são mais resistentes, o que dispensa o uso de agrotóxicos. Vale lembrar que você não pode comer qualquer PANC, plantada em qualquer lugar. Acontece que a poluição é muito prejudicial.

Os especialistas recomendam não consumir plantas que estão em canteiros de ruas muito movimentadas. Nesses casos, a dica é cortar um ramo com flor e deixar na água até que ela solte sementes, e só então plantar em um vaso ou no quintal.

PANCs facilmente encontráveis

Beldroega

Beldroega é uma das plantas comestíveis (Imagem: Cbaile19/Wikimedia Commons)
Beldroega é uma das plantas comestíveis (Imagem: Cbaile19/Wikimedia Commons)

Possui folhas simples e flores solitárias na cor amarela, com sementes pretas e diminutas. No Brasil, aparece espontaneamente em áreas de cultivos, em todas as regiões, sempre que há umidade no solo. Suas folhas são consumidas cruas em saladas ou em sopas, tortas salgadas e bolinhos.

Capuchinha

Capuchinha também integra o time de Planta Comestível Não Convencional (Imagem: David J. Stang)
Capuchinha também integra o time de Planta Comestível Não Convencional (Imagem: David J. Stang)

Tem um sabor levemente picante, parecido com o sabor do agrião. As folhas e as sementes também são comestíveis. As sementes são usadas sob a forma de conserva, sendo conhecidas como falsas alcaparras. As flores também podem ser desidratadas, embebidas em álcool ou em calda de açúcar.

Jambu

Jambu também é uma PANC (Imagem: Krzysztof Ziarnek/Wikimedia Commons)
Jambu também é uma PANC (Imagem: Krzysztof Ziarnek/Wikimedia Commons)

O jambu apresenta pleno desenvolvimento em regiões de clima quente e úmido. As folhas são consumidas cozidas, especialmente em caldeiradas de peixe.

Ora-pro-nóbis

Ora-pro-nóbis (Imagem: Sther Burmann/Wikimedia Commons)
Ora-pro-nóbis (Imagem: Sther Burmann/Wikimedia Commons)

No que diz respeito a PANC, a ora-pro-nóbis tem sua fama. É conhecida como “carne verde” por ser rica em proteína, pode ser encontrada em algumas regiões de Minas Gerais e Goiás. Costuma ser cozida com diferentes tipos de carnes.

Como saber se uma planta é PANC?

Vale dizer que nem toda planta que você encontra por aí é comestível, já que uma grande variedade de vegetais é tóxica ao nosso organismo. Para saber mais sobre o assunto e conhecer quais espécies são seguras para consumo, acesse este link.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: