Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.248,54
    +58,68 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

O que é o Yubo? App é conhecido como o "Tinder para adolescentes”

Yubo é uma rede social focada em transmissão ao vivo de vídeo entre os usuários. Com forte apelo no público mais jovem, principalmente os que integram a Geração Z, a plataforma permite criar ou ingressar em lives de desconhecidos.

O Yubo também tem funções que lembram o Tinder. Por esse motivo o app vem sendo chamado de “Tinder para adolescentes” e, portanto, o serviço é cercado de controvérsias. Entenda a seguir como funciona o Yubo e os possíveis riscos em usar o aplicativo.

O que é o Yubo

O Yubo se descreve como uma rede social voltada para crianças e adolescentes maiores de 13 anos. Tem foco na Geração Z, que por sua vez é composta pelo público com idades entre 13 a 25 anos. O app tem versões para Android e iPhone (iOS) e conta com uma versão paga, mas os principais recursos, como lives e conversas por chat, são gratuitos.

Entre esses recursos está um botão de “Arraste” que levou o Yubo a ganhar o apelido de “Tinder para adolescentes”. Isso porque, ao arrastar um perfil para o lado, é possível encontrar pessoas com interesses parecidos, do mesmo jeito que acontece no Tinder.

Yubo é rede social para lives com desconhecidos no Android e iPhone (Captura de tela: Caio Carvalho)
Yubo é rede social para lives com desconhecidos no Android e iPhone (Captura de tela: Caio Carvalho)

Como funciona o Yubo

O Yubo aposta na interação dos usuários por meio de salas de videoconferência. Após fazer o cadastro na plataforma, a pessoa já pode participar de uma sala ao vivo ou iniciar uma live a partir de um tema específico (moda, jogos, música, entre outros) ou por proximidade geográfica.

Também tem como conversar com outras pessoas usando um chat em texto, além de entrar em comunidades, adicionar amigos e enviar fotos e vídeos para eles. O app oferece integração com Snapchat, o que significa que você pode adicionar seus contatos no outro app direto para o Yubo.

Controvérsias envolvendo o Yubo

Embora se apresente como uma rede social para formar novas amizades através de videochamadas, o Yubo coleciona uma série de controvérsias, desde que foi fundado em 2015, por estudantes franceses. A começar pelo nome, já que o Yubo se chamava Yellow e não houve uma explicação sobre a mudança.

Um dos casos de maior repercussão foi do rapaz Salvador Ramos, que em 24 de maio de 2022 invadiu uma escola de ensino fundamental na cidade de Uvalde, no Texas (Estados Unidos), e matou 19 crianças e dois adultos. Dias antes do massacre, Ramos usou o Yubo para fazer postagens insinuando que iria atirar em escolas, além de ameaças de estupro contra meninas.

Jovens que interagiram com o atirador afirmaram a veículos de comunicação dos EUA que Ramos enviava fotos de armas ao mesmo tempo que pedia as meninas em namoro. Segundo o Washington Post, mesmo após denúncias das usuárias, o Yubo não notificou, nem bloqueou o perfil de Ramos, que ainda ficou ativo quatro dias depois do tiroteio.

Yubo é alvo de controvérsias desde seu lançamento em 2015 (Imagem: Caio Carvalho)
Yubo é alvo de controvérsias desde seu lançamento em 2015 (Imagem: Caio Carvalho)

Em 2017, a polícia da cidade de Lenexa, no Kansas, já havia feito um alerta sobre o Yubo, que na época ainda se chamava Yellow. As autoridades alertaram os pais sobre o uso do aplicativo, uma vez que ele pode rastrear o celular do usuário e dizer exatamente onde o jovem está. Em 2018, no Reino Unido, a polícia também levantou questionamentos sobre a falta de segurança no Yubo.

Na prática: como é usar o Yubo

Tanto o site quanto o aplicativo do Yubo possuem seções inteiramente dedicadas a descrever pontos de segurança e aplicação da lei, com base nas políticas de uso da plataforma. Todas as informações estão em português do Brasil e foram atualizadas pela última vez em setembro de 2020.

O Yubo destaca em suas regras alguns conteúdos e práticas que são proibidos na rede social, entre eles:

  • Pornografia, conteúdo sexualmente explícito ou que envolva violência ou agressão sexual;

  • Violência, como atos violentos, armas, facas ou outras armas;

  • Fotos e vídeos com roupas íntimas ou trajes de banho;

  • Sangue ou conteúdo com lesões graves;

  • Incentivo a suicídio ou autolesão;

  • Exploração sexual de menores;

  • Anúncios ou propagandas que promovam qualquer tipo de produto ou serviço.

De acordo com o Yubo, menores entre 13 e 17 anos ficam em um grupo separado dos usuários adultos, e só podem visualizar conteúdos adequados para essas idades. O Yubo também afirma que usuários menores de idade precisam confirmar que um adulto responsável está monitorando o uso da rede social.

Yubo mostra regras da Diretrizes da Comunidade no fim do cadastro no app (Captura de tela: Caio Carvalho)
Yubo mostra regras da Diretrizes da Comunidade no fim do cadastro no app (Captura de tela: Caio Carvalho)

No entanto, em testes feitos pelo Canaltech, o único aviso informando sobre possíveis comportamentos abusivos no Yubo foi no final do cadastro, quando a empresa mostra as Diretrizes da Comunidade. Para acessar novamente esses destaques, foi necessário passar por várias telas até chegar nas configurações do aplicativo.

Outro ponto de atenção foi a quantidade de dados solicitada pelo app, incluindo foto de rosto, número de telefone e permissão para o Yubo rastrear a localização. O aplicativo também fez um reconhecimento facial para verificar a idade (mesmo informando esse dado no cadastro inicial), e este passo é obrigatório. Se não for feito, não é possível usar o Yubo.

É seguro usar o Yubo?

O Yubo diz ter um conselho de segurança com sete integrantes e uma equipe de especialistas que moderam o conteúdo da plataforma 24 horas por dia, diariamente. Os profissionais intervêm quando detectam jovens colocando a si mesmos ou outras pessoas em risco, e respondem a denúncias dos usuários.

Além disso, o Yubo declara trabalhar com governos, ONGs, instituições beneficentes e outras organizações em todo o mundo para ajudar a promover melhorias na segurança e no bem-estar digitais. Isso inclui os governos da França, Austrália e Reino Unido; e a iniciativa Technology Coalition, juntamente com Facebook, Google, Twitter e outras empresas de tecnologia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos