Mercado fechado

O que é hipopituitarismo? Conheça a doença da protagonista de A Órfã

Neste ano, a franquia A Órfã ganhou um novo longa-metragem, sob o título de Órfã 2: A Origem, novamente protagonizado por Leena Klammer/Esther Albright (Isabelle Fuhrman), que possui uma mente perversa e instável. Além de seus crimes, a personagem é conhecida por uma condição em que seu corpo é semelhante ao de uma criança, mesmo na fase adulta. Trata-se de uma doença chamada hipopituitarismo.

O hipopituitarismo é um distúrbio raro no qual a glândula pituitária (ou hipófise, integrante do sistema endócrino, que consiste de todas as glândulas que produzem e regulam os hormônios) não produz um ou mais hormônios ou não produz hormônios suficientes. A glândula fica na base do cérebro e libera uma série de hormônios que atuam em quase todas as partes do seu corpo.

Essas deficiências hormonais podem afetar várias funções de rotina do corpo, como o crescimento, a pressão arterial ou a reprodução. Os sintomas geralmente variam, com base em qual hormônio está em falta. Esses pacientes costumam precisar de medicação para substituir os hormônios ausentes.

Sintomas do hipopituitarismo

Os sinais geralmente se desenvolvem gradualmente e pioram com o tempo. Além disso, variam de pessoa para pessoa. Em pessoas com deficiência de hormônio do crescimento, além da baixa estatura, alguns pacientes estão condicionados a:

  • Fadiga

  • Fraqueza muscular

  • Alterações na composição da gordura corporal

Já quando se tem deficiência de hormônio luteinizante (LH) e hormônio folículo-estimulante (FSH), a condição afeta o sistema reprodutivo, causando:

  • Diminuição na produção de óvulos e estrogênio dos ovários

  • Diminuição na produção de esperma e testosterona dos testículos

  • Redução do desejo sexual

  • Infertilidade

  • Fadiga

Em crianças e adolescentes, a puberdade tardia costuma ser o único sintoma. Em muitos casos, o hipopituitarismo é causado por um tumor da glândula pituitária. À medida que um tumor hipofisário aumenta de tamanho, ele pode comprimir e danificar o tecido hipofisário, interferindo na produção de hormônios.

Além dos tumores, determinadas doenças ou eventos que causam danos à glândula pituitária também podem ser a causa, como ferimentos na cabeça ou cirurgias cerebrais. Em alguns casos, a causa do hipopituitarismo é desconhecida.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: