Mercado fechado

O que é efeito burn-in e como evitar o problema

Felipe Freitas
·3 minuto de leitura

O efeito Burn-in (também conhecido como “screen burn”) é o termo usado como referência a um fenômeno no qual você encontra imagens “fantasmas” de forma tênue e permanente em telas. Essa situação, normalmente ocorre devido a longos períodos de exposição de imagens fixas em telas e monitores, sendo assim, um dano de Hardware relacionado a queima de pixels.

Você já encontrou “fantasmas” na tela de seu smartphone, ou TV? A presença de imagens manchadas em sua tela LCD, AMOLED ou OLED pode ser um processo silencioso e progressivo, portanto, certas vezes pode não ser visível após longos períodos de uso de celulares, TV’s, notebooks entre outros dispositivos.

Pensando na melhor experiência de nossos leitores, a equipe Canaltech reuniu as informações necessárias para que você compreenda o que é o efeito Burn-in e como evitar o problema. Confira a seguir em nossa matéria.

O que é efeito Burn-in

O efeito Burn-in, normalmente acontece após longos períodos de uso de píxeis específicos em tela. Dessa forma, deixando uma espécie de mancha “fantasma” na tela de seu dispositivo.

Imagens estáticas, com o passar do tempo podem desgastar os pixels contidos naquele ponto da tela. Outros fatores também podem ocasionar o efeito Burn-in como exposição ao Sol e utilizar a tela com o brilho no máximo por longos períodos sem intervalos.

Porque o efeito Burn-in acontece

O Burn-in pode acontecer em qualquer dispositivo independente de sua tecnologia de tela. No entanto, segundo estudos e testes realizados pela Samsung, telas com a tecnologia OLED, são mais sensíveis à queima de pixels ocasionada pelo efeito Burn-in.

Isso acontece, pela maneira na qual suas tecnologias de tela funcionam. O sistema OLED, produz sua própria luz a partir de um material orgânico emissor, sendo assim, uma tecnologia de tela “emissiva”.

O que é o efeito Burn-in - (Captura: Canaltech/Felipe Freitas)
O que é o efeito Burn-in - (Captura: Canaltech/Felipe Freitas)

Dessa forma, ao emitir imagens estáticas por longo períodos ou com grande exposição ao Sol, aquelas cores emitidas pelos pixels de maneira individual em diferentes partes da tela, podem começar a reagir de forma diferente, deixando uma espécie de rastro “fantasma” em sua tela, por conta dos pixels queimados.

Smartphones com telas OLED, produzem cores vibrantes com alta precisão e qualidade, no entanto, o uso inadequado da tecnologia pode ocasionar o efeito.

Como evitar o efeito Burn-in

Mas não se preocupe! Existem algumas configurações simples, que podem evitar a queima de pixels em seu dispositivo. Confira a seguir em nossa matéria algumas etapas que podem ajudar a evitar o efeito Burn-in.

  • Ative o temporizador de suspensão padrão da tela ou configure-o para dois minutos ou menos;

  • Mantenha a configuração de brilho padrão ou use outra com nível ainda menor;

  • Não deixe o seu smartphone exposto ao sol. Se o smartphone ficar muito quente, espere ele esfriar antes de usá-lo;

  • Não instale apps que prometem reduzir o efeito burn-in, pois o efeito é uma questão exclusiva para Hardware;

Pronto! Agora você sabe o que é o efeito Burn-in e como você pode evitá-lo em seus dispositivos com telas LCD ou OLED.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: