Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    34.644,22
    -1.283,55 (-3,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

O que é e quais são as causas da síndrome vasovagal

·2 minuto de leitura

Fraqueza, transpiração, palidez, calor, náuseas, tontura, borramento visual, dor de cabeça e ainda palpitações podem ser os primeiros sinais de uma síncope vasovagal. Mas você sabe o que esse nome "diferentão" significa? A síncope, por definição, é a perda transitória da consciência, o que também é conhecido como desmaio. Quando uma pessoa sofre, repetidamente, com esses desmaios, ela pode ser diagnosticada com a síndrome vasovagal.

A condição é conhecida pela ciência há cerca de 90 anos e uma das primeiras pessoas a descrevê-la como desmaios comuns (acompanhados por bradicardia e hipotensão) foi Sir Thomas Lewis, no ano de 1932. De forma geral, pessoas que convivem com a síndrome podem levar uma vida saudável, desde que estejam atentas aos sinais que o corpo emite em situações de estresse físico ou emocional, por exemplo.

Síndrome vasovagal é conhecida por causar perda de consciência e diminuição dos batimentos cardíacos (Imagem: Reprodução/Bialasiewicz/Envato Elements)
Síndrome vasovagal é conhecida por causar perda de consciência e diminuição dos batimentos cardíacos (Imagem: Reprodução/Bialasiewicz/Envato Elements)

O que acontece na síndrome vasovagal?

O desmaio é uma consequência da diminuição da pressão arterial e dos batimentos cardíacos em decorrência da ação do nervo vago, que está localizado na região da nuca. Normalmente, essa mudança em seu comportamento é desencadeada pela demora na chegada de sangue ao coração e ao cérebro. Nesse sentido, algumas situações estressantes, como ansiedade, jejum prolongado ou passar horas em pé, podem afetá-lo diretamente.

Segundo texto disponibilizado pelo Ministério da Saúde, não existe um tratamento específico para a síndrome vasovagal. Dependendo do caso do paciente, alguns medicamentos podem ser receitados, como medicação para evitar a queda da pressão arterial. No entanto, as principais medidas de controle tendem a ser comportamentais.

Além disso, a síndrome não é sinônimo de uma doença orgânica, mas é importante que outros possíveis diagnósticos sejam verificados, como epilepsia, neuropatias autonômicas e doença cerebrovascular, por exemplo.

Orientações para quem sofre com a síndrome vasovagal

Quem foi diagnosticado com a síndrome pode adotar uma série de medidas para evitar casos de desmaio e a perda da consciência. Segundo artigo publicado da Saúde, o indivíduo deve:

  • Evitar ficar em pé por longos intervalos de tempo;

  • Beber água de forma constante, já que o líquido aumenta a pressão arterial de forma natural;

  • Evitar bebidas que desidratem o corpo, como o uso excessivo de álcool;

  • Evitar ambientes com baixa circulação de ar e quentes;

  • Movimentar os membros inferiores enquanto estiver em pé;

  • Caso sinta algo estranho, a pessoa deve se deitar e elevar as pernas;

  • Se possível, em momentos de fraqueza (antes do desmaio), a pessoa já deve se deitar para evitar que se machuque com a queda.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos