Mercado abrirá em 3 h 24 min
  • BOVESPA

    110.580,79
    +234,97 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.304,04
    -72,85 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,10
    +1,33 (+1,21%)
     
  • OURO

    1.856,30
    -9,10 (-0,49%)
     
  • BTC-USD

    29.735,07
    +459,24 (+1,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    661,33
    +5,51 (+0,84%)
     
  • S&P500

    3.941,48
    -32,27 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.928,62
    +48,38 (+0,15%)
     
  • FTSE

    7.507,82
    +23,47 (+0,31%)
     
  • HANG SENG

    20.171,27
    +59,17 (+0,29%)
     
  • NIKKEI

    26.677,80
    -70,34 (-0,26%)
     
  • NASDAQ

    11.740,00
    -31,00 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1548
    -0,0174 (-0,34%)
     

O quão rápido funciona o fator de cura do Flash nos quadrinhos?

·2 min de leitura

O Flash, herói velocista da DC, é um dos integrantes do seleto grupo de personagens de quadrinhos que conta com um fator de cura. Mas diferentemente de personagens como Wolverine, da Marvel, que já tiveram centenas de páginas dedicadas a explicar como seu poder funciona, o campeão de Central City sempre teve sua habilidade escrita como um mero detalhe se comparada com todas as suas outras características.

Uma pesquisa um pouco mais aprofundada sobre o tópico, porém, como a realizada pelo site ScreenRant, traz a tona uma breve explicação sobre o funcionamento do fator de cura do Flash. A situação ocorreu em Flash Vol. 2 #131, durante a fase do herói escrita por Mark Millar e Grant Morrison e que foi recentemente republicada inteira no Brasil pela Panini Comics, em um volume único.

Na edição, que continua a trama do número anterior, Wally West, o detentor do manto na época, se encontra acamado após quebrar ambas as pernas na edição anterior. Durante a narrativa, o herói recebe a visita de Jay Garrick — o Flash da Era de Ouro (mais conhecido no Brasil como Joel Ciclone) — Max Mercúrio, Impulso e Linda Park.

Durante a conversa entre os personagens, Max Mercúrio, que quando escrito por alguns autores do Flash acaba ganhando o status de guru da força de aceleração do Flash, destaca que os médicos acreditam que Wally já poderia estar recuperado devido ao seu fator de cura — e segue detalhando como o poder funciona.

<em>O Flash conversa sobre seu fator de cura com seus companheiros velocistas. (Imagem: Reprodução/DC Comics)</em>
O Flash conversa sobre seu fator de cura com seus companheiros velocistas. (Imagem: Reprodução/DC Comics)

Segundo os médicos, a supervelocidade de Wally também se estende para o metabolismo do herói, fazendo com que quanto mais o personagem coma, mais rápido seu corpo possa se recuperar — o que é uma inteligente forma de conectar o fator de cura com uma das características mais clássicas do Flash: sua necessidade de sempre estar ingerindo carboidratos, ou seja, alimentos ricos em calorias, para sustentar sua aceleração.

Tudo isso cria uma interessante situação que se torna mais um exemplo de uma das mais conhecidas características das histórias do Flash: ele sempre foi um herói muito ligado a ciência, com suas HQs utilizando conceitos muitas vezes complexos de forma simples, geralmente com a justificativa que o personagem havia corrido muito rápido, para narrar feitos e aventuras mais ligadas em Física — como visto na história em que o Velocista Escarlate derrota um análogo do mutante Magneto, da Marvel.

A edição que explica o fator de cura do Flash foi lançada em 1997. Nesses 25 anos desde sua publicação, muitas coisas mudaram na cronologia do herói e em seus poderes, talvez deixando o funcionamento detalhado por Max Mercúrio invalido para a versão atual do personagem — mas independentemente disso, a informação não deixa de ser um fato curioso sobre o Velocista Escarlate da DC.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos