Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.183,01
    -1.588,15 (-6,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

Banheiro poderia causar 'catástrofe' em voo histórico da SpaceX

·2 min de leitura
Tripulantes da missão Inspiration4
Os tripulantes Jared Isaacman, Hayley Arceneaux, Christopher Sembroski e Sian Proctor na primeira missão espacial do mundo a contar apenas com pessoas comuns

(AFP/ Cortesia de Inspiration4)

  • Tripulantes da Space X enfrentaram problemas com o banheiro da espaçonave

  • O ventilador do sanitário, que faz os rejeitos irem na direção correta, não estava funcionando

  • Para consertá-lo, os tripulantes tiveram que ser ensinados pela equipe da Space X

Na metade de setembro, a espaçonave Dragon da Space X decolou rumo à primeira missão espacial do mundo com tripulantes civis. Mas o que era para ser uma experiência memorável foi levemente marcada por um perrengue nada chique: um problema no ventilador do banheiro.

Os sanitários no espaço contam com ventiladores para gerar sucção, de modo que qualquer resíduo humano vá na direção correta. Só que a peça não funcionou, fazendo com que um alarme fosse disparado.

A história foi explicada pelo bilionário Jared Isaacman, comandante da missão, em entrevista à CNN após Elon Musk, CEO da Space X, tuitar o desafio encarado pelos tripulantes da missão Inspiration4.

Leia também:

Se nem aqui na Terra, em solo firme, é legal experienciar esse tipo de situação, no espaço é com certeza mais desafiador. Durante a conversa, Isaacman contou que a equipe da Space X teve que ensiná-los a consertar o ventilador, mas blecautes frequentes na comunicação tornaram o processo mais difícil.

"Eu diria que provavelmente algo em torno de 10% do nosso tempo em órbita não tínhamos [comunicação com o solo], e fomos uma equipe muito calma e legal durante isso", comentou.

No final, deu tudo certo. Isaacman ainda relembrou que os tripulantes já haviam sido informados, por astronautas da NASA, sobre o uso do banheiro no espaço. Segundo eles, a tarefa “é difícil e você tem que ser muito – qual era a palavra? – muito gentil um com o outro”.

A missão Inspiration4

Foi no dia 15 de setembro que quatro astronautas civis decolaram em direção à órbita para passar três dias a bordo da espaçonave Dragon da SpaceX. Essa foi a primeira vez no mundo que uma viagem espacial contou com pessoas comuns.

O objetivo foi arrecadar milhões de dólares para o St. Jude Children's Research Hospital. Jared Isaacman foi quem idealizou e financiou este projeto, propondo à SpaceX a missão civil fomo forma de ajudar o hospital infantil.

Além dele, estiveram a bordo: Hayley Arceneaux, médica do St. Jude e médica oficial da Inspiration4; Chris Sembroski, veterano da Força Aérea dos EUA e especialista da missão; e Sian Proctor, artista de afrofuturismo e professora de geociências, a piloto da missão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos