Mercado abrirá em 6 h 52 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,22
    -1,44 (-1,74%)
     
  • OURO

    1.802,90
    +4,10 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    59.034,33
    -2.212,33 (-3,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.412,29
    -62,04 (-4,21%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.604,81
    -23,93 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.834,39
    -263,85 (-0,91%)
     
  • NASDAQ

    15.622,75
    +35,50 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4263
    +0,0016 (+0,02%)
     

O princípio de Pareto nas criptomoedas

·2 minuto de leitura
Principio de Pareto
Principio de Pareto

O princípio de Pareto foi desenvolvido por Joseph Moses Juran após estudar anotações do economista Vilfredo Pareto, tais notas apontavam que cerca de 80% das terras na Itália pertenciam a cerca de 20% da população e que, em seu jardim, aproximadamente 20% das vagens eram responsáveis pela geração de ~80% do total de ervilhas.

Esta regra pode ser observada em vários campos, incluindo economia através da distribuição de riqueza, segurança através da relação entre perigos e acidentes, além de outros setores como computação e vendas.

Por exemplo, em 2010, a Microsoft descobriu que 20% dos bugs mais reportados eram responsáveis por 80% dos erros. Assim como 20% dos perigos, relacionados a segurança do trabalho, correspondem a 80% dos acidentes.

Além disso, muitas empresas utilizam o princípio de Pareto em sua estratégia de marketing, pois é estimado que 20% dos produtos correspondem a 80% das vendas.

Valor de mercado das criptomoedas

Segundo o princípio de Pareto, as 20% maiores criptomoedas teriam 80% do valor total de mercado, todavia com mais de 10.000 moedas, esta porcentagem é ainda maior visto que apenas as 10 maiores, em vez das 2.000 criptomoedas já possuem os 80%.

Isso nos leva a dois cenários, o primeiro é que as 8.000 moedas valorizariam a ponto de valer 2 trilhões de reais, 20% dos atuais 10 trilhões totais. O segundo é que estas moedas vão desaparecer, enxugando o número de moedas no mercado.

O segundo cenário parece fazer bem mais sentido já que muitas dessas mais de 10.000 criptomoedas nem sequer têm volume de negociação, apresentando valores falsos.

Isso pode ser reforçado se pegarmos o valor de mercado das dez maiores criptomoedas, excluindo as stablecoins. As duas maiores moedas, BTC e ETH, possuem 79,55% do valor de mercado das dez moedas, por consequência as outras oito criptomoedas (ADA, BNB, XRP, SOL, DOT, DOGE, AVAX e UNI) ficam com 20,44% do total, se aproximando da regra 80/20.

Distribuição de riqueza

Embora os saldos de todas as carteiras de Bitcoin sejam públicos, é impossível saber quem são os donos de tais quantias, bem como quantos bitcoins estão perdidos para sempre por perda de chaves-privadas, etc. Isso impossibilita uma análise perfeita do princípio de Pareto em relação à distribuição de riqueza.

Lista de carteiras de Bitcoin. Fonte: bitinfocharts
Lista de carteiras de Bitcoin. Fonte: bitinfocharts

Assim como uma única carteira de uma exchange, ou outro serviço, pode conter montantes de milhões de usuários, outros usuários utilizam mais de uma carteira, um bom exemplo é o próprio Satoshi, embora se estime que ele tenha 1.000.000 BTC, esse montante está separado em várias carteiras.

Dito isto, embora seja impossível obter dados precisos sobre a distribuição de riqueza do Bitcoin, e que a regra do 80/20 não é absoluta, é importante notar que as baleias continuam acumulando BTC em baixas, assim como empresas e agora também o país El Salvador.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos