Mercado fechado

O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990

Claudio Yuge
·5 minuto de leitura

Muita gente conheceu os X-Men nos anos 1990, devido à sua famosa animação X-Men: The Animated Series. Embora a atração seja um tanto inferior do que a memória afetiva dos fãs lembram, ela foi muito importante ao trazer, pela primeira vez às telinhas, arcos tão longos e complexos — fieis aos quadrinhos da Marvel Comics. Além disso, revolucionou o estilo dos desenhos dedicados para o público infanto-juvenil na época.

As várias falhas dos desenhistas na consistência dos traços dos personagens e os furos cronológicos criados na própria trama da animação não importavam tanto, já que os fãs ficavam felizes só por ver algo fiel aos quadrinhos, pois isso não era comum na época. Mas há um mistério que continua “incomodando” os fãs até hoje: na segunda temporada, quando a versão para a TV apresentou a lendária Terra Selvagem, o Professor Xavier, que vivia em sua icônica cadeira de rodas, conseguiu se levantar e caminhar novamente enquanto esteve na ilha. E isso nunca foi explicado no programa.

O Professor Xavier até corria na Terra Selvagem! (Imagem: Reprodução/Fox Animation)
O Professor Xavier até corria na Terra Selvagem! (Imagem: Reprodução/Fox Animation)

Só para refrescar a memória, quando a Terra Selvagem apareceu, foi a oportunidade da atração mostrar mais da complicada relação entre Magneto e o Professor Xavier. O local deixava seus poderes inativos, o que os obrigou a unir forças perante a uma ilha repleta de dinossauros e criaturas ameaçadoras.

Produtores confirmam que mistério ficou inexplicado

O fato do Professor Xavier ter caminhado por nada menos do que 12 episódios ficava subentendido como uma reação dele à ausência de poderes na Terra Selvagem. Mas isso não fazia sentido algum na época, pois a perda do uso de suas pernas não estava atrelado às habilidades mutantes. Isso ficou inexplicado dentro da narrativa oficial da série — e as próprias pessoas que trabalharam nos bastidores também não entenderam esse raciocínio nos anos 1990.

No livro X-Men: The Art and Making of the Animated Series, lançado recentemente, os showrunners e escritores da animação, Eric e Julia Lewald, confirmam a ausência de uma explicação oficial para que Xavier começasse a caminhar:

Este lugar misterioso também restaurou o uso das pernas de Xavier (não pergunte). Ele teve que andar por 12 episódios! E a ausência do Professor permitiu que os escritores explorassem como a equipe X-Men funcionaria sem seu poderoso líder. Um bônus final, para a Terra Selvagem, para nós, era que, uma vez que suprimia os poderes mutantes, não só Xavier era capaz de andar — novamente, não conseguimos lembrar nossa lógica aqui —, mas Vampira e Gambit eram, após duas longas temporadas, capazes de se beijar apaixonadamente sem que ela o colocasse em coma.

Como dá para notar, eles deixaram a “razão” de lado e optaram pela “emoção”, com mais interesse no que a Terra Selvagem trazia para a dinâmica da equipe do que exatamente para o momento em que Xavier vivia por ali.

<em>(Imagem: Reprodução/Fox Animation)</em>
(Imagem: Reprodução/Fox Animation)

O motivo pelo qual Xavier pôde andar novamente pode ter se perdido no tempo e na lógica da trama, contudo, o uso da Terra Selvagem como um dispositivo de enredo foi intencional. A Fox Animation, produtora da atração, ficou furiosa com os atrasos na produção da primeira temporada. Para a companhia isso foi o que causou tramas tão abrangentes e aparentemente desconectadas, espalhadas pelos capítulos — algo que, na verdade, era o diferencial do título na época, como destaquei acima.

<em>(Imagem: Reprodução/Fox Animation)</em>
(Imagem: Reprodução/Fox Animation)

A empresa queria algo que funcionasse de maneira mais tradicional, com uma história episódica. Então, os escritores usaram a Terra Selvagem como uma subtrama, que pudesse ser contada ao longo de vários capítulos, enquanto mantinham o estilo de narrativa aplicado na temporada inicial. Dessa forma, embora o mistério sobre as pernas de Xavier incomode até hoje, seu arco ao lado de Magneto funcionou bem para agradar os executivos da Fox Animation.

Professor Xavier também caminhou no cinema

Nos quadrinhos, a Terra Selvagem apareceu pela primeira vez em X-Men #10, lançada em 1965. Ela foi apresentada como uma ilha tropical onde criaturas pré-históricas como os dinossauros ainda corriam soltos por aí. O local foi criado pelos alienígenas de Nuwali, que tinham o interesse de acompanhar a evolução terráquea em um ambiente mais controlado.

<em>A Terra Selvagem é lar de Ka-Zar e Shanna, She-Devil (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)</em>
A Terra Selvagem é lar de Ka-Zar e Shanna, She-Devil (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Isso deu origem às numerosas raças únicas da ilha, como os hominídeos que descendiam de pássaros e gatos, em vez de primatas. É o lar de dois famosos personagens da Marvel, Ka-Zar e Shanna, que costumam também ser atrelados aos X-Men. Os poderes mutantes continuam funcionando no local, mas, na animação dos anos 1990, ficaram inativos devido a uma máquina criada pelo Senhor Sinistro.

Nos quadrinhos, o Professor Xavier perdeu oficialmente o uso das pernas pela primeira vez quando foi paralisado pelo vilão chamado Lúcifer, posteriormente revelado como uma alienígena — sim, como dá para notar, a história dos X-Men sempre teve toques de ficção científica e viagens espaciais. Tanto nas revistas quanto em X-Men: The Animated Series, estar preso em uma cadeira de rodas nada tem a ver com seus poderes — então, até hoje não há uma explicação para que sua mobilidade tenha sido restaurada na Terra Selvagem.

Em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, Xavier também passou andar, em detrimento de seus poderes mutantes<br>(Imagem: Reprodução/Fox Films)
Em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, Xavier também passou andar, em detrimento de seus poderes mutantes
(Imagem: Reprodução/Fox Films)

Contudo, se vale de “consolo”, nos filmes lançados pela Fox Films, vimos esse “mistério” ser explicado. Em X-Men: Primeira Classe, vimos que Magneto rebate um projétil que vinha em sua direção e o mesmo vai parar na espinha dorsal de Xavier, causando sua imobilidade nas pernas. Mas em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, ele usa uma droga que o faz caminhar novamente, ao custo de suas habilidades mutantes.

De qualquer forma, fica aí essa questão curiosa, que, como pode ver, continua “sem solução” até hoje.

*Com informações do CBR.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: