Mercado abrirá em 5 h 7 min
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,80
    +0,60 (+0,77%)
     
  • OURO

    1.767,20
    +3,50 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    16.857,38
    +392,40 (+2,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    400,42
    +11,69 (+3,01%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.248,00
    +43,32 (+0,24%)
     
  • NIKKEI

    27.968,99
    -58,85 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    11.533,00
    +8,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4605
    +0,0039 (+0,07%)
     

O maior iceberg do mundo está a caminho de desaparecer

Após passar um período flutuando lentamente ao redor da Antártida sem derreter, o maior iceberg presente no mundo hoje pode ter seus dias contados. Imagens de satélite mostram o enorme fragmento de gelo chamado A-76A seguindo um rumo que deve levar ao seu desaparecimento.

O A-76A já é uma parte de outro iceberg maior. Ele se formou quando o iceberg que detinha o título de maior do mundo se rompeu em três pedaços em 2021. Com 135 km de extensão e 26 de largura, o bloco fazia parte da plataforma de gelo de Ronne, no oeste da Antártida.

O iceberg A-76-A em direção à Passagem de Drake (Imagem: Lauren Dauphin/NASA Earth Observatory)
O iceberg A-76A em direção à Passagem de Drake (Imagem: Lauren Dauphin/NASA Earth Observatory)

Em imagens capturadas por satélite em 31 de outubro, o iceberg foi visto se encaminhando para a Passagem de Drake, a faixa do oceano que separa a América do Sul e o continente de gelo. A Passagem de Drake é um “corredor da morte” para os icebergs. Ao chegar lá, eles são rapidamente levados para leste e, depois, em direção à águas mais quentes ao norte.

O A-76A vem resistindo ao derretimento por muito tempo, perdendo pouquíssimo gelo desde maio do ano passado, mas não se espera que ele resista a esse novo caminho. Contudo, sua trajetória e tempo de vida restantes não são conhecidos com exatidão.

Imagens de maio de 2021, quando o iceberg deixou a plataforma de gelo de Ronne (Imagem: ESA/Reprodução)
Imagens de maio de 2021, quando o iceberg deixou a plataforma de gelo de Ronne (Imagem: ESA/Reprodução)

Recentemente, outro iceberg que já ocupou o posto de maior do mundo estava fadado ao fim. O A68a, que deteve o título por três anos, foi rompido pela ação de correntes marítimas em mar aberto, para a surpresa dos cientistas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: