Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -0,21 (-0,23%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +3,40 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    24.305,84
    -188,27 (-0,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,22 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,68 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +2,25 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2016
    -0,1221 (-2,29%)
     

Direto do 'túnel do tempo', Winamp anuncia atualização após 4 anos

O interminável Winamp anuncia uma nova atualização após 4 anos
O interminável Winamp anuncia uma nova atualização após 4 anos
  • Os produtores do Winamp descreveram atualização como resultado de anos de trabalho duro;

  • O desenvolvimento incluiu duas equipes e um hiato ditado pela pandemia;

  • A equipe prometeu uma experiência "totalmente remasterizada" com recursos de podcast e rádio.

Aparentemente, o Winamp é o software de música que se recusa a descansar o sono eterno. A Pitchfork observa que os desenvolvedores lançaram recentemente a primeira atualização do programa MP3 clássico em quatro anos. Embora não seja uma mudança dramática do lado de fora, os produtores a descreveram como resultado de anos de trabalho duro, incluindo duas equipes e um hiato ditado pela pandemia. Há mudanças significativas nos bastidores, incluindo uma migração para uma plataforma de desenvolvimento muito mais recente.

O histórico tocador de música ganhou fama como o software de reprodução de escolha durante o início da era do download de música - era o lar de todos os MP3s que você (ou possivelmente seus pais) obtinha de lojas digitais incipientes e aplicativos peer-to-peer. Ele reproduzia vários formatos e era bem conhecido por suas capas e visualizadores de interface altamente personalizáveis.

A empresa controladora AOL encerrou o trabalho em 2013, anos depois de aplicativos rivais e opções de streaming como o Spotify, mas esse não foi o fim. A Radionomy comprou a Winamp em 2014 para ajudar seus planos de música online. e a equipe prometeu recentemente uma experiência "totalmente remasterizada" com recursos de podcast e rádio, além de uma conexão mais próxima com os artistas.

O retorno do Winamp não reviverá o boom digital da virada do milênio. O streaming ainda domina. Apesar disso, se o som de inicialização com tema de lhama estiver permanentemente gravado em seu cérebro, isso pode ser uma dose bem-vinda de nostalgia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos