Mercado fechará em 5 h 34 min
  • BOVESPA

    101.008,14
    -251,61 (-0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,52 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,96
    -0,89 (-2,23%)
     
  • OURO

    1.903,80
    -1,40 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    13.165,21
    +88,19 (+0,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    263,88
    +2,42 (+0,93%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,13 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.850,02
    -10,26 (-0,18%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.571,25
    -92,25 (-0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6644
    +0,0005 (+0,01%)
     

'O grande inimigo do meio ambiente é a pobreza', diz Guedes em Davos

Redação Finanças
Foto: REUTERS/Adriano Machado
Foto: REUTERS/Adriano Machado

Representando o Brasil no Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, na Suíça, nesta terça-feira (21), o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que “o grande inimigo do meio ambiente é a pobreza”.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

INSTALE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

O ministro fez o comentário durante o painel “Formando o Futuro da Manufatura Avançada”, que discutia os avanços tecnológicos na indústria. “Destroem [o meio ambiente] porque estão com fome”, justificou o brasileiro.

Leia também

No mesmo discurso, Guedes disse que o mundo precisa de mais comida e defendeu o uso de agrotóxicos para aumentar a produção agrícola. “Isso é uma decisão política, que não é simples, é complexa”, disse, e ponderou: “somos animais que escapamos da natureza”.

Guedes ainda comentou a baixa oferta de mão de obra qualificada na área de tecnologia no Brasil. “Num país como o Brasil, que está um pouco atrás [em relação às inovações], temos um pouco de preocupação”, disse o ministro.

“Perdemos a grande onda da globalização e da inovação, então essa mudança vai levar um tempo [para ocorrer no Brasil], mas estamos a caminho”, acrescentou.

No mesmo painel, Guedes também defendeu mais investimentos em educação para crescer no setor de tecnologia. Como exemplo, o ministro citou Israel, país que, para Guedes, cresceu em tecnologia, mas está perto de atingir o seu “teto” de desenvolvimento.

“Nós temos escala, agora precisamos investir em educação", afirmou. "Podemos atingir [o patamar de Israel] se tivermos educação e mais conexões."