Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.284,62
    +198,01 (+0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

O digital não é mais o mesmo e o Google pode te ensinar

·2 minuto de leitura
  • Pandemia mudou o comportamento dos consumidores nas plataformas digitais;

  • No primeiro semestre, o e-commerce bateu recorde de vendas no Brasil;

  • Vendas de 'experiência', como o live commerce, são tendência.

Live commerce, compra digital… que bichos são esses? Talvez a gigante da Internet possa te ajudar a comprar e vender online. Vicente Carrari, head de negócios para o Varejo do Google Brasil, sabe que a cestinha da compra online é diferente do tradicional carrinho de supermercado. Mas defende que a mudança já chegou - e a pandemia teve grande papel nesse processo. "É uma sensação muito diferente. Você clica lá na foto e pensa “essa é a beterraba que vai ser entregue na minha casa?”

Leia também:

“Temos ajudado os clientes, especialmente no varejo, a digitalizar e transformar os businnes”, explica Carrari. Apesar de não ser possível transportar a experiência de ida a uma loja física, outras alternativas criativas foram surgindo. A modalidade de vendas de experiência de compra online que permite que consumidores interajam ao vivo com influenciadores e vendedores - o live commerce - é uma delas.

O e-commerce no Brasil bateu recorde de vendas no primeiro semestre de 2021, atingindo R$ 53 bilhões, crescimento de 31% em relação ao mesmo período de 2020. Novas experiências em como usar o digital, conversar com o comprador via mensagens, além da famosa ferramenta de busca, aprimoraram o jeito de vender. Vídeos e conteúdos online são peças chaves para os vendedores que estão atraindo usuários e clientes.

Brasileiros são os que compram ‘online’ durante a pandemia

O brasileiro, por exemplo, foi o latino-americano que mais fez compras online durante a pandemia, segundo o estudo Barômetro Covid-19, realizado pela consultoria Kantar. Dos mais de onze mil entrevistados em 21 países latino-americanos, 24% passaram a consumir pela internet. A média de outras regiões é de 27%.

Carrari, além da Google, está “assando pães orgânicos na El Panadero” e sabe que as novas experiências são decisivas. Com seu novo empreendimento na capital paulista, ele avalia: “Antigamente, era só mudar uma página da internet ou apertar um botão. O digital não é mais essa coisa do começo”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos