Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    23.341,96
    -195,34 (-0,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

O céu não é o limite! | Homenagem a Pelé, buraco negro, inverno em Marte e+

A virada de ano é celebrada ao redor do planeta por diversas culturas, mas o Brasil e o mundo ainda estão em luto pela morte do Rei Pelé. Uma das homenagens veio, inusitadamente, da NASA, que publicou a imagem de uma galáxia com as cores verde, amarelo e azul, defendidas pela lenda do futebol.

Essa homenagem é uma das notícias astronômicas da semana, e você confere um resumo de todas elas logo abaixo.

NASA homenageia Pelé com galáxia verde, amarela e azul

Galáxia com as cores da bandeira do Brasil em homenagem a Pelé (Imagem: Reprodução/NASA)
Galáxia com as cores da bandeira do Brasil em homenagem a Pelé (Imagem: Reprodução/NASA)

A NASA prestou sua homenagem à lenda do futebol, falecido no dia 29 de dezembro de 2022, aos 82 anos. Em uma publicação, a agência espacial norte-americana compartilhou a imagem de uma galáxia com as cores da bandeira brasileira.

Esta galáxia espiral fica na constelação do Escultor e conta com estrelas amarelas e verdes no núcleo, além de estrelas azuis orbitando no braço espiral externo da galáxia.

Há algo estranho neste buraco negro

Um disco de gás quente gira em torno de um buraco negro nesta ilustração; a nuvem de gás acima do objeto é conhecida como corona (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Um disco de gás quente gira em torno de um buraco negro nesta ilustração; a nuvem de gás acima do objeto é conhecida como corona (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

Um buraco negro supermassivo devorou uma estrela e talvez a refeição não tenha "caído bem". É que o evento criou uma corona ao redor do objeto, mas algo está faltando: um jato relativístico.

Coronas e jatos sempre foram considerados fenômenos mutualmente intrínsecos, isto é, sempre deveriam aparecer juntos. Mas o evento AT2021ehb (o banquete realizado pelo buraco negro) foi uma exceção muito inesperada. Os cientistas agora querem entender porque o jato de plasma não se formou e, principalmente, terão que reformular a teoria sobre a formação de jatos e coronas.

Inverno em Marte

Gelo de CO2 não é encontrado naturalmente na Terra, mas se forma facilmente no inverno de Marte (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Gelo de CO2 não é encontrado naturalmente na Terra, mas se forma facilmente no inverno de Marte (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

A NASA publicou um vídeo com várias imagens do inverno marciano, onde várias formações de gelo de água e de CO2 embelezam a paisagem.

Os cenários formados em Marte durante essa época assumem formas curiosas e padrões fascinantes. Vistas do alto, algumas geleiras têm formados de folhas, granulações escuras, "aranhas", e muito mais.

O resgate caso astronautas fiquem presos por vazamento na ISS

O vazamento no tanque refrigerador da ISS ainda preocupa as agências espaciais Roscosmos e NASA, já que uma das espaçonaves Soyuz que trará três astronautas de volta à Terra pode não ser mais utilizável.

Se este for realmente o caso, a NASA planeja usar uma das naves Dragon da SpaceX. Essa possibilidade apresenta algumas complicações, por isso o plano principal ainda é averiguar as condições da Soyuz até meados de janeiro.

A Terra vista pelos "olhos" da estação espacial chinesa

A câmera panorâmica da estação espacial Tiangong, instalada em 2021, capturou imagens incríveis do nosso planeta, passando por diversos locais e revelando detalhes do nosso lar cósmico.

O vídeo também destaca as atividades mais recentes realizadas na estação chinesa, como a própria montagem completa da Tiangong, concluída em novembro, ao receber o último módulo que faltava.

Também vale a pena ler:

  • Fotos da semana

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: