Mercado fechado

O céu não é o limite | Lua achatada, OVNIs no Brasil, Meteoro no céu e mais!

Notícias sobre avistamentos de OVNIs por pilotos rumo ao Rio Grande do Sul agitaram a semana. Enquanto isso, engenheiros encontraram a falha que colocou um dos componentes do telescópio James Webb em "hibernação", e o colocaram de volta para funcionar com todas as suas capacidades.

Fique atualizado nas notícias que se destacaram durante a semana, com os resumos abaixo.

A Lua ficou achatada nesta foto

(Imagem: Reprodução/Simon Proud / NCEO / Agência Meteorológica do Japão)
(Imagem: Reprodução/Simon Proud / NCEO / Agência Meteorológica do Japão)

Na imagem acima, feita pelo satélite japonês Himawari, a Lua ficou completamente achatada. A foto foi "descoberta" por Simon Proud, pesquisador do Centro Nacional de Observação da Terra, no Reino Unido, que publicou nas redes sociais perguntando: "Alguém sabe o que é?"

A resposta não está no satélite, tampouco na Lua em si, mas no planeta Terra. É que, ao observar nosso satélite natural, o Himawari captou o reflexo lunar que atravessou uma espessa camada de atmosfera devido ao ângulo dos objetos, com a Lua pertinho do horizonte terrestre.

Relatos de luzes estranhas em Porto Alegre

Pilotos de aviões em direção ao Rio Grande do Sul identificaram luzes brilhando no céu noturno e relataram a observação. Isso aconteceu na noite de sexta-feira (4) e de sábado (5), totalizando quatro avistamentos.

De acordo com um dos pilotos, a luzes se apagavam e se acendiam, e, às vezes, outras apareciam. Quando não se sabe a natureza de um objeto voador, podemos chamá-lo de OVNI. Seja o que fosse, os voos não foram afetados.

Meteoro explode no céu de Santa Catarina

A Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (BRAMON) registrou a explosão de um meteoro que atravessou a atmosfera terrestre e brilhou no céu de Santa Catarina, a 89 km de altitude. Em seguida, desapareceu quando estava a uma altitude de 60 km de altitude, aproximadamente.

De acordo com os dados, o objeto percorreu a atmosfera a 147 mil km/h. Não houve nenhum risco à população.

James Webb está "curado"

A anomalia foi identificada em um componente do instrumento MIRI (Imagem: Reprodução/NASA/ Chris Gunn)
A anomalia foi identificada em um componente do instrumento MIRI (Imagem: Reprodução/NASA/ Chris Gunn)

Depois de uma anomalia no instrumento Mid-Infrared Instrument (MIRI), o telescópio James Webb voltou às suas operações normais. Os engenheiros descobriram que o problema era fricção em um componente, mais especificamente a roda de seleção de comprimentos de onda para as observações.

Agora que tudo voltou ao normal, os cientistas esperam aproveitar uma oportunidade única para observar as regiões polares de Saturno com o Webb.

Concluída a montagem da estação espacial Tiangong-3

A estação chinesa está em sua forma final (Imagem: Reproduçao/China Manned Space Engineering)
A estação chinesa está em sua forma final (Imagem: Reproduçao/China Manned Space Engineering)

A China concluiu o acoplamento do módulo Mengtian, o terceiro e último que faltava para a estação Tiangong-3 ficar completa. “Mengtian, Wentian e Tiangong, o sonho se tornou realidade”, disse o comandante Chen Dong, ao confirmar que os taikonautas estavam no novo módulo.

Falta, agora, passar por alguns testes e análises para que a estação possa receber os tripulantes da missão Shenzhou-15, que serão lançados ao espaço até o fim do ano.

Material que só existe no espaço é criado na Terra

Asteroides podem possuir alguns materiais inexistentes na Terra (Imagem: Reprodução/BENG-ART/Pixabay)
Asteroides podem possuir alguns materiais inexistentes na Terra (Imagem: Reprodução/BENG-ART/Pixabay)

Um material chamado teatraenita, inexistente em nosso planeta e presente apenas em asteroides no espaço, foi criado em um laboratório. Esse material é formado quando o ferro e outros compostos das rochas espaciais derretem e, em seguida, são resfriados. O resultado é ideal para uso em ímãs de alta permanência.

Outras matérias que valem a pena:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: