Mercado fechará em 4 hs
  • BOVESPA

    108.308,00
    -68,35 (-0,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.246,32
    +240,21 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,22
    +2,72 (+3,46%)
     
  • OURO

    1.666,00
    +29,80 (+1,82%)
     
  • BTC-USD

    19.460,49
    -605,43 (-3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    444,01
    +15,23 (+3,55%)
     
  • S&P500

    3.697,44
    +50,15 (+1,37%)
     
  • DOW JONES

    29.493,43
    +358,44 (+1,23%)
     
  • FTSE

    7.005,39
    +20,80 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    17.250,88
    -609,43 (-3,41%)
     
  • NIKKEI

    26.173,98
    -397,89 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    11.448,50
    +114,75 (+1,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1951
    +0,0352 (+0,68%)
     

Bolsonaro zera imposto de suplemento alimentar Whey Protein

Jair Bolsonaro anunciou que retirará impostos de suplementos alimentares (Getty IMage)
Jair Bolsonaro anunciou que retirará impostos de suplementos alimentares (Getty IMage)
  • Presidente falou em uma transmissão que vai retirar os impostos do Whey Protein

  • O produto é conhecido por ajudar a ganhar massa muscular

  • Ele ainda zerou as alíquotas de imposto de importação de jet-skis, balões e dirigíveis

Chegou a hora de ficar 'monstrão'. Apesar do preço da comida ter disparado nos mercados e de mais da metade dos brasileiros entrarem em situação de insegurança alimentar, o governo Bolsonaro resolveu retirar o imposto de um item essencial para as pessoas que querem ficar saradonas: o Whey Protein.

Quem frequenta a academia sabe a importância de consumir a quantidade adequada de proteínas para esculpir um bumbum empinado e deixar o tanquinho trincado. Quando apenas a alimentação não é suficiente, é necessário complementar a nutrição com suplementos.

Uma conhecida fonte dessa substância é o frango. No último mês, o produto congelado teve média de R$ 16,06/kg. De acordo com pesquisadores do Cepea, o valor é 5,5% maior que a média de junho e 22,5% superior ao preço registrado em julho de 2021.

Os consumidores que optam por uma dieta vegana podem substituir as comidas de origem animal por outros produtos, como o feijão. Rico em proteínas, o grão ficou 4,25% mais caro, segundo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Um dos principais ingredientes listados no rótulo do Whey Protein é o leite. Amplamente consumido por crianças em fase de desenvolvimento, o item foi um dos que mais encareceram nas gôndolas do mercado.

Um levantamento realizado pelo Procon-SP mostra que um consumidor de São Paulo gastava, em média, R$ 13,04 para comprar um litro da bebida e um pacote de café em pó em julho de 2021. Agora, é preciso desembolsar por volta de R$ 22,36 para adquirir essa mesma quantidade de mantimentos, o que representa uma alta de 71,5%.

Não é só a galera fitness que tem se beneficiado com as medidas tomadas pelo presidente na véspera das eleições. O pessoal que acompanha Jair Bolsonaro nas 'motociatas' poderá comprar coletes e e jaquetas infláveis para saudar o candidato à reeleição com maior segurança.

Ainda neste ano, o presidente zerou as alíquotas de imposto de importação sobre produtos identificados com a classe A, como jet-skis, balões e dirigíveis. Os eleitores mais ricos poderão se divertir gastando menos, enquanto a população pobre continua pagando cada vez mais para ter o que comer todos os dias.

Veja o que as pessoas estão falando sobre esse assunto