Mercado abrirá em 2 h 13 min
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,20
    -0,76 (-0,92%)
     
  • OURO

    1.779,10
    +8,60 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    63.960,21
    +1.771,05 (+2,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.483,44
    +20,09 (+1,37%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.213,96
    -3,57 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.399,75
    +1,25 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5114
    +0,0152 (+0,23%)
     

O Brasil gerou mais de 370 mil empregos em Agosto.

·2 minuto de leitura

No último mês, segundo dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o Brasil gerou 372.265 empregos com carteira assinada.

Em 2021, já foram criados mais de dois milhões de novos empregos. Mas, mesmo contando com a criação de novos empregos, o desemprego, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) referente ao segundo trimestre, ficou em 14,1%.

Economia em alta?

O aumento de empregos e consequente redução do desemprego vão de alguma forma, impulsionar a economia brasileira.

Mais pessoas tendo dinheiro na mão vão gerar impactos de curto, médio e longo prazo em nossa economia.

De certa forma, as empresas vão conseguir vender mais e lucrar mais. Ótima oportunidade para ver a bolsa de valores com outros olhos.

Por outro lado, os efeitos de mais procura podem provocar o encarecimento dos produtos e serviços, devido a pouca oferta.

Somado a isso, nós ainda temos a eventual crise de energia que vem assolando diferentes países, como a China e eventualmente o Brasil (caso não haja chuvas o suficiente para repor o sistema).

Mas de qualquer forma, os dados referentes à geração de novos empregos trazem boas notícias a todo o contexto. Quem sabe a previsão do PIB possa nos gerar uma boa surpresa logo mais.

Influência sobre os investimentos

O índice Ibovespa, hoje, fechou o dia marcando valorização de 0,89%. Já o S&P 500 registrou alta de 0,16%.

Na China, o Shanghai Composite registrou desvalorização de 1,83%. Vale destacar a boa notícia referente a construtora Evergrande. A empresa divulgou a intenção de vender uma determinada quantidade de ações referente ao banco Shengjing Bank.

O valor que será levantado com a venda da posição será de aproximadamente 1,5 bilhões de dólares.

Com tal montante, a Evergrande terá condições de arcar com suas obrigações já vencidas e com as próximas.

Lógico que a crise não estará encerrada e provavelmente terá novos capítulos logo mais. Além dos índices, o real registrou boa performance frente ao dólar.

USD/BRL registrou queda de 0,25%, cotado a R$ 5,42. Já o USD/CNY alcançou valorização de 0,16%, cotado a 6,47 dólares.

Por fim, o EUR/USD desvalorizou em 0,76%, ficando em 1,16 dólares. Mesmo com a notícia de mais empregos criados, o dólar ainda não perdeu força no Brasil.

Talvez, uma previsão mais forte do PIB, possa chamar atenção do mercado e atrair investidores. Fato que pode influenciar de forma positiva em nosso câmbio.

Vale mencionar que mesmo com as duas altas seguidas do Ibovespa, o índice ainda vem se desvalorizando em 0,90% nos últimos cinco dias.

Para aqueles que veem que o índice está “barato”, talvez  esse seja um bom momento para entrar.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos