Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.924,88
    +367,21 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.906,68
    -11,60 (-0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,29
    +0,24 (+0,33%)
     
  • OURO

    1.786,30
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    50.848,73
    -295,62 (-0,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.323,76
    +18,64 (+1,43%)
     
  • S&P500

    4.692,33
    +5,58 (+0,12%)
     
  • DOW JONES

    35.690,50
    -28,93 (-0,08%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    23.996,87
    +13,21 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    28.860,62
    +405,02 (+1,42%)
     
  • NASDAQ

    16.353,50
    +35,50 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2858
    -0,0539 (-0,85%)
     

Nvidia GeForce RTX 4000 pode dobrar desempenho das RTX 3000 a custo do consumo

·2 min de leitura

A linha GeForce RTX 3000 completou recentemente um ano de lançamento, marcada por um salto substancial de desempenho em relação às placas RTX 2000, assim como pela escassez, que afetou seriamente os preços. A família deve ser expandida em breve com novas variantes munidas de maior capacidade de memória, junto ao resgate da RTX 2060 como uma tentativa de amenizar a alta demanda.

Ao mesmo tempo, tudo indica que a Nvidia já trabalhar em sua próxima geração de GPUs, até então conhecida como RTX 4000, de codinome Ada Lovelace. Diversos rumores já indicaram que a nova linha pode entregar outro ganho expressivo de desempenho, com mudanças profundas na arquitetura da empresa, ainda que o consumo seja afetado no processo. Nesta semana, mais um rumor reforça esse cenário, cortesia do leaker Greymon55.

Linha RTX 4000 pode dobrar desempenho, mas a custo do consumo

Através do Twitter, Greymon55 publicou uma postagem em que questiona outros usuários se aceitariam o dobro de performance pelo dobro de consumo. O informante não chega a mencionar as placas Nvidia diretamente, mas confirmou se tratar de GPUs em resposta a um comentário. A associação pode ser feita através de outras publicações antigas do leaker, que já havia sugerido que a linha RTX 4000 entregaria o dobro de desempenho em relação à família RTX 3000.

Informações divulgadas no passado apontavam que a consequência de se dobrar a performance seria o aumento no consumo, que poderia passar com facilidade dos 400 W. Para garantir uma transição mais suave, a empresa adotaria o novo conector de energia no padrão PCI-E 5.0, com 12 pinos e capacidade de chegar ao 600 W, além de lançar uma família RTX 3000 SUPER já munida do sistema repaginado de alimentação.

Nova geração de GPUs deve chegar no final de 2022

Ao que se sabe, as placas GeForce RTX 4000 serão lideradas pela RTX 4090, equipada com chip AD102. A solução seria fabricada em um processo de 5 nm, possivelmente da TSMC, e contaria com 18.432 núcleos CUDA, um aumento de cerca de 75% em comparação à RTX 3090. Os aprimoramentos na arquitetura e a litografia mais eficiente permitiriam à GPU atingir velocidades significativamente mais altas, acima dos 2,2 GHz.

Como consequência, o desempenho também aumentaria exponencialmente: a nova placa entusiasta da companhia poderia entregar poder computacional próximo dos 81 TFLOPs, desempenho 125% maior que o da RTX 3090, que oferece poder computacional de 36 TFLOPs. Fora isso, a GPU da nova geração empregaria memórias GDDR6X, com ampla interface de 384-bit. A linha RTX 4000 está prevista para estrear em algum momento do final de 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos