Mercado fechará em 44 mins
  • BOVESPA

    117.393,33
    +1.163,21 (+1,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.668,37
    -378,21 (-0,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,81
    +1,29 (+1,49%)
     
  • OURO

    1.726,70
    -3,80 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    20.229,16
    +153,21 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    458,79
    +0,38 (+0,08%)
     
  • S&P500

    3.801,25
    +10,32 (+0,27%)
     
  • DOW JONES

    30.417,05
    +100,73 (+0,33%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.671,75
    +31,00 (+0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1148
    -0,0531 (-1,03%)
     

Nvidia confirma "anúncios empolgantes" para setembro sobre linha RTX 4000

Em conferência com investidores realizada nesta quarta-feira (24), a Nvidia confirmou que "novidades empolgantes" sobre a próxima microarquitetura para games da companhia serão anunciadas durante a GTC 2022, em setembro. As informações também revelam que a arquitetura, esperada para alimentar as placas gamer GeForce RTX 4000, deve estrear antes do início de 2023.

Durante a apresentação, o CEO da Nvidia, Jensen Huang, trouxe novidades interessantes sobre a linha RTX 3000, bem como detalhes de sua sucessora.

O executivo afirmou que as placas Ampere, a microarquitetura presente nas GPUs RTX 3000, são as mais populares já feitas pela empresa, mas que um estoque excessivo foi produzido nos últimos meses — possivelmente em reflexo às medidas tomadas para lidar com a crise de semicondutores iniciada em 2020.

Para contornar a situação, a gigante reduzirá as vendas sell-in (feitas a distribuidores que repassarão os produtos aos consumidores), e reajustará os preços para corrigir o inventário e, mais importante, preparar o mercado para a chegada da próxima geração de produtos da fabricante. É nesse momento em que Jensen Huang confirma que a divulgação das primeiras informações sobre a próxima família de GPUs da marca será iniciada nos próximos meses.

Segundo Jensen Huang, a linha RTX 3000 foi a mais popular da Nvidia, mas estaria prestes a sofrer reajustes nos preços e vendas para dar lugar à próxima geração (Imagem: Reprodução/Nvidia)
Segundo Jensen Huang, a linha RTX 3000 foi a mais popular da Nvidia, mas estaria prestes a sofrer reajustes nos preços e vendas para dar lugar à próxima geração (Imagem: Reprodução/Nvidia)

Além de indicar que a Nvidia começará 2023 já trabalhando com a nova arquitetura gráfica, conhecida até o momento como Lovelace, o CEO confirmou que trará novidades sobre a tecnologia durante apresentação na GTC 2022, marcada para o final de setembro. Na ocasião, "novos avanços das RTX reinventando os gráficos 3D e os games" serão revelados.

Não está claro se os primeiros modelos de GPU também serão mostrados, mas ao menos está confirmado que a próxima geração está prestes a ser anunciada.

GTC 2022 ocorre em 20 de setembro

A conferência em que as informações da família RTX 4000 serão divulgadas contará com apresentação do próprio Jensen Huang e é aberta a todos os interessados. O evento está marcado para o dia 20 de setembro, ao meio-dia no horário de Brasília, e curiosamente tem como tópico principal "Estratégias de IA para líderes de negócios". Dito isso, informações sobre games também serão discutidas, como confirma o anúncio desta semana.

Com litografia 4N da <a class="link " href="https://canaltech.com.br/empresa/tsmc/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:TSMC">TSMC</a> e aumento significativo na contagem de núcleos CUDA, a família GeForce RTX 4000 pode entregar o dobro de desempenho das antecessoras (Imagem: Reprodução/Nvidia)
Com litografia 4N da TSMC e aumento significativo na contagem de núcleos CUDA, a família GeForce RTX 4000 pode entregar o dobro de desempenho das antecessoras (Imagem: Reprodução/Nvidia)

A família Nvidia GeForce RTX 4000, como é conhecida até o momento, é esperada para estrear no fim do ano com desempenho que poderia atingir o dobro do oferecido pela atual geração. Segundo os rumores, as novidades seriam fabricadas pela TSMC em um processo customizado 4N de 4 nm, poderiam atingir consumo de 450 W a 600 W e superar a barreira de 15 mil núcleos CUDA nos modelos mais avançados.

Espera-se que a linha estreie com a suposta RTX 4090, que já teria entrado em fase de produção em massa neste mês, para então receber modelos menos potentes nos meses seguintes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: