Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.898,61
    -3.627,36 (-9,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Nvidia anuncia DLDSR, filtro de downsampling com IA para a linha RTX

·4 min de leitura

Aproveitando a estreia da RTX 3080 de 12 GB, a Nvidia anunciou um novo recurso baseado em Inteligência Artificial para os usuários de placas GeForce RTX, o Deep Learning Dynamic Super Resolution, ou DLDSR. Apesar de empregar conceitos similares ao elogiado DLSS, que realiza o upscaling de imagem com IA para aumentar o desempenho, a técnica estreante tem uma proposta diferente, assim como o diferencial de estar integrado aos drivers da companhia.

Nvidia anuncia DLDSR, downscaler com IA para linha RTX

O Dynamic Super Resolution (DSR) é uma tecnologia integrada aos drivers da Nvidia já há algum tempo, utilizada por usuários que possuem placas de vídeo mais encorpadas unidas a monitores de baixa resolução.

A técnica utiliza o chamado downsampling, método pelo qual a GPU renderiza o game em uma resolução mais alta, como 4K, e então a reduz para uma resolução mais baixa, como Full HD, entregando assim uma imagem mais nítida, com mais detalhes e menos serrilhado, de maneira quase similar ao antialiasing.

O ponto negativo está no desempenho, já que mesmo para chips gráficos mais potentes alguns jogos poderiam ser pesados demais para entregar uma taxa de quadros elevada. É pensando nisso que o DLDSR foi desenvolvido, mesclando IA com o DSR tradicional para aliviar o estresse na GPU sem afetar a qualidade final, segundo a Nvidia.

Com o DLDSR, a Nvidia promete qualidade de imagem com escala de resolução de 4x sem afetar o desempenho (Imagem: Nvidia)
Com o DLDSR, a Nvidia promete qualidade de imagem com escala de resolução de 4x sem afetar o desempenho (Imagem: Nvidia)

A novidade utiliza uma rede neural para permitir que uma escala de fator mais baixa, como 2,25x a resolução nativa, entregue a mesma qualidade de uma escala de 4x, sem afetar a performance. Explicando em termos mais simples, é como se a placa gerasse quadros em resolução menor, como 1620P, aplicasse o DLSS para atingir o 4K, e então aplicasse o downsampling para o Full HD.

Por funcionar com IA, o DLDSR exige que a placa de vídeo utilizada seja equipada com Tensor Cores, o que restringe a novidade a usuários de placas RTX, sejam da série 2000 ou da série 3000. Em contrapartida, o recurso não exige implementação por parte dos desenvolvedores, funcionando em "quase todos os jogos", ponto que pode ser resultado da pressão causada pela AMD com o recente Radeon Super Resolution.

O DLDSR poderá ser utilizado em qualquer jogo, bastando ativá-lo no painel de controle da Nvidia (Imagem: Nvidia)
O DLDSR poderá ser utilizado em qualquer jogo, bastando ativá-lo no painel de controle da Nvidia (Imagem: Nvidia)

É importante destacar, no entanto, que não se trata de uma técnica de upscaling como o DLSS, já que o intuito final é gerar quadros de maior resolução para exibi-los em telas de menor resolução. Ainda assim, a novidade é bem-vinda e entrega sem custo adicional mais uma opção para os usuários, especialmente aqueles que possuem máquinas com boas configurações, mas ainda não tiveram a oportunidade de adquirir monitores mais robustos.

Para ativar o DLDSR, ou mesmo o DSR tradicional, o usuário precisa acessar o painel de controle da Nvidia, clicar em "Gerenciar as configurações em 3D", e buscar pela opção DLDSR/DSR na lista de configurações, onde deve definir a escala de resolução a ser utilizada pela placa de vídeo.

Filtros ReShade com Ray Tracing serão integrados ao driver

Outra novidade interessante é a adição de três novos filtros Freestyle baseados em profundidade (que consideram apenas o que está visível na tela), em parceria com o desenvolvedor Pascal "Marty McFly" Gilcher.

Conhecido pelo trabalho feito com o software ReShade, que permite a aplicação de filtros de pós-processamento em variados jogos, Gilcher ganhou fama pelo Screen-Space Ray Tracing Global Illumination (SSRTGI), que utiliza técnicas de Ray Tracing para entregar resultados mais precisos de sombra, iluminação e rebatimento da luz apenas no campo de visão do jogador.

Além do próprio SSRTGI, Pascal e a Nvidia implementarão no GeForce Experience outras duas opções, incluindo:

  • Screen-Space Ambient Occlusion (SSAO), que promete entregar com maior precisão as chamadas sombras de contato, geradas pela proximidade de dois objetos 3D

  • Dynamic Depth-of-Field (DOF), que replica o efeito bokeh, o borrado de fotos no modo retrato, seguindo a distância dos objetos 3D da câmera, para passar a impressão de maior profundidade de campo

A Nvidia garante que a combinação do SSRTGI com o DLDSR entregará "visuais de remasterização" a jogos mais antigos, como Prey, exemplo utilizado pela gigante, sem afetar o desempenho de maneira significativa. Todos os filtros podem ser ativados em praticamente qualquer jogo, através do atalho Alt+F3.

Com lançamento previsto para esta sexta-feira (14), o novo driver traz suporte ainda a God of War e à nova RTX 3080 de 12 GB (Imagem: Reprodução/Nvidia)
Com lançamento previsto para esta sexta-feira (14), o novo driver traz suporte ainda a God of War e à nova RTX 3080 de 12 GB (Imagem: Reprodução/Nvidia)

Tanto o DLDSR quanto os filtros de Pascal Gilcher serão integrados à próxima atualização de drivers da companhia, prevista para esta sexta-feira (14). O update trará ainda suporte ao game God of War, que estreia no mesmo dia, suporte a G-Sync em 8 novos monitores, compatibilidade com a RTX 3080 de 12 GB e mais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos