Mercado fechará em 1 h 7 min
  • BOVESPA

    110.302,71
    -3.280,30 (-2,89%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.023,41
    -575,12 (-1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,05
    -0,40 (-0,53%)
     
  • OURO

    1.734,30
    -17,70 (-1,01%)
     
  • BTC-USD

    41.621,66
    -1.368,44 (-3,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.027,44
    -29,71 (-2,81%)
     
  • S&P500

    4.373,05
    -70,06 (-1,58%)
     
  • DOW JONES

    34.443,17
    -426,20 (-1,22%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.825,00
    -369,75 (-2,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3420
    +0,0352 (+0,56%)
     

Nunes Marques, indicado ao STF por Bolsonaro, diz que debate sobre voto impresso é 'preocupação legítima do povo'

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta segunda-feira que o debate sobre o voto impresso cabe ao Congresso Nacional e que ele, na condição de juiz, respeitará "a expressão da vontade popular", "seja mantendo ou alterando a sistemática de votação e apuração de votos, nos termos da Constituição".

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo, Nunes Marques foi o único integrante da Corte que não assinou a nota conjunta em defesa da urna eletrônica publicada por ex-presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O ministro, contudo, diz que "não foi consultado previamente em nenhum momento a fim de que pudesse concordar, ou não, com o teor" da manifestação.

"O Ministro considera legítimo o posicionamento externado pelos demais Ministros que compõem ou compuseram o TSE, na medida em que, imbuídos de elevada preocupação para a construção da democracia em nosso país, têm buscado o aperfeiçoamento do sistema eleitoral", disse.

Nunes Marques afirmou ainda que "o debate acerca do voto impresso auditável se insere no contexto nacional como uma preocupação legítima do povo brasileiro e que Sua Excelência, na condição de Juiz, respeitará a expressão da vontade popular a ser externada pelo Congresso Nacional, foro adequado para tais debates, seja mantendo ou alterando a sistemática de votação e apuração de votos, nos termos da Constituição".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos