Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,01
    +0,57 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.769,40
    +3,70 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    63.955,71
    +2.257,74 (+3,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,22
    +17,87 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.410,75
    +120,25 (+0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4965
    +0,1050 (+1,64%)
     

Nubank registra 1º lucro de sua história às vésperas da abertura de ações em NY

·2 minuto de leitura

Quase 8,5 anos depois de ser fundado, em maio de 2013, o Nubank teve o primeiro lucro de sua história: o primeiro semestre de 2021 teve resultado de R$ 76,294 milhões em comparação com os R$ 95 milhões na primeira metade de 2020. Segundo a empresa, o rendimento será investido em produtos e serviços inovadores para os clientes em vez de ser distribuído para os acionistas.

A instituição está prestes a fazer sua oferta inicial pública (IPO) de ações na Bolsa de Valores de Nova York e esses resultados devem fazer diferença na apresentação da companhia a potenciais investidores. Em junho a empresa ultrapassou os 41 milhões de clientes no Brasil. Isso representa 25% a mais em relação ao semestre passado e, em média, mais de 40 mil novos clientes por dia.

Imagem: Divulgação/Nubank
Imagem: Divulgação/Nubank

A carteira de crédito da instituição chegou a R$ 22,971 bilhões e o resultado bruto da intermediação financeira foi de R$ 502,645 milhões. Já as receitas de tarifas e serviços bancários atingiram R$ 1,464 bilhão e as despesas administrativas e de pessoal somaram R$ 1,492 bilhão.

Os números se referem apenas a operações no Brasil, concentradas na Nu Pagamentos e em suas subsidiárias. Ou seja, não incluem as operações do controlador indireto final do Nubank, a Nu Holdings, nem as transações das subsidiárias fora do Brasil, como as no México e na Colômbia.

Guilherme Lago, vice-presidente financeiro do Nubank, diz em post no blog da instituição que o fato de o resultado de intermediação financeira ter crescido em um ritmo superior ao das receitas significa que a margem segue em expansão. “Ela passou de 45% para 47% do primeiro semestre de 2020 para o primeiro semestre de 2021."

Já o volume de pagamentos em seus cartões foi de R$ 92 bilhões no primeiro semestre de 2021 — 105% a mais que no mesmo período de 2020. "O primeiro semestre de 2021 foi um reforço de que seguimos no caminho certo ao colocar nossos clientes no centro de tudo o que fazemos. Crescemos com foco nos clientes, desenvolvemos novos produtos e serviços e chegamos a ainda mais pessoas."

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos