Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    45.282,96
    -1.431,34 (-3,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Nubank lança programa de recrutamento exclusivo para pessoas negras

Rui Maciel
·3 minuto de leitura

O Nubank anunciou nesta segunda-feira (8) que estão abertas as inscrições para o programa "Nós Codamos". O evento virtual é voltado para o recrutamento de pessoas que se identificam como parte da comunidade negra e focado em recrutar interessados em fazer parte da equipe de engenharia de software da fintech.

O evento acontece nos dias 5 e 6 de março, totalmente em português, e aberto para profissionais com todos os níveis de experiência em desenvolvimento de software. Todos os inscritos serão convidados a participar de uma imersão no universo de engenharia de software do Nubank com profissionais da empresa, incluindo Edward Wible, cofundador e CTO (Chief Technology Officer). Esse encontro virtual será realizado no dia 5 de março.

Os inscritos também receberão um teste de programação que poderá ser feito de maneira assíncrona. Os aprovados serão convidados para a segunda etapa, no dia 6 de março, quando irão participar de uma avaliação técnica com o time de engenharia de software da companhia.

O evento virtual é inspirado no "Yes, She Codes", programa de recrutamento que o Nubank promove desde 2018, voltado para a contratação de engenheiras de software. Por meio do evento, 35 mulheres se juntaram ao time de engenharia nos últimos dois anos e 95% delas continuam na empresa. Hoje, as mulheres já representam cerca de 20% do time de Engenharia do Nubank.

"Sempre soubemos que ter uma equipe que reflita a realidade da população brasileira é fundamental para que possamos oferecer soluções relevantes e de impacto", afirma Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank. "Infelizmente, a tecnologia ainda é um campo de atuação em que a população negra é sub-representada. Por isso, estamos comprometidos em contribuir para mudar esse cenário e queremos acelerar a contratação de pessoas negras em nossos times".

Escritório do Nubank em São Paulo (Foto: Divulgação / Nubank)
Escritório do Nubank em São Paulo (Foto: Divulgação / Nubank)

Os interessados podem se inscrever na página de carreiras do Nubank até o dia 12 de fevereiro.

Inscrições em peso

Nos últimos 3 meses, o Nubank afirma que recebeu mais de 21 mil inscrições de pessoas autodeclaradas pretas e pardas para oportunidades de emprego. Desse total, 13 mil candidaturas foram realizadas na plataforma exclusiva para profissionais negros e negras se candidatarem, lançado pela empresa em novembro passado. Os processos seletivos estão em andamento e até o momento mais de 900 pessoas já foram chamadas para a fase de entrevistas.

"Garantir a real inclusão de todos grupos sub-representados é uma jornada para a vida toda, mas é muito gratificante ver que já somos um pouco mais fortes ao dar esses primeiros passos", diz Junqueira.


Time de Diversidade ganha novos membros

O time de diversidade e inclusão do Nubank, 100% dedicado à atração, seleção e desenvolvimento de grupos sub-representados, dobrou de tamanho no último ano e deve continuar crescendo - ainda há dez vagas abertas. A equipe era composta por quatro pessoas, hoje são oito e o objetivo é chegar a 18 nos próximos meses. As iniciativas fazem parte de um plano de ação divulgado pela empresa em novembro do ano passado, com medidas internas e externas para combater o racismo estrutural no Brasil.

Além de estratégias para a inclusão e retenção de talentos negros em todos os níveis hierárquicos da empresa, a iniciativa prevê a criação de um centro de engenharia, design e experiência do cliente, o "NuLab", em Salvador; um fundo de capital semente para investir em startups brasileiras fundadas ou lideradas por pessoas negras; cursos de formação educacional voltado para negros e negras socialmente excluídos; entre outras ações.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: