Mercado abrirá em 45 mins
  • BOVESPA

    112.273,01
    -43,15 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.521,43
    -253,48 (-0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,79
    -1,11 (-1,42%)
     
  • OURO

    1.920,40
    -18,80 (-0,97%)
     
  • BTC-USD

    22.868,41
    -400,51 (-1,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    518,43
    -19,44 (-3,61%)
     
  • S&P500

    4.017,77
    -52,79 (-1,30%)
     
  • DOW JONES

    33.717,09
    -260,99 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.718,89
    -65,98 (-0,85%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    11.894,25
    -73,75 (-0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5120
    -0,0350 (-0,63%)
     

Nubank expande seguro celular para cobrir transações fraudulentas de Pix

Nesta segunda-feira (28), o Nubank anunciou a expansão de seu seguro de celular para incluir a proteção de transações digitais fraudulentas. O Nubank Celular Seguro cobrirá movimentações feitas por meio do celular na conta do Nubank, após o furto do aparelho ou roubo sob uma ameaça (coerção).

A companhia visa promover mais segurança e tranquilidade aos clientes, caso tenham seu aparelho roubado ou passem por uma situação de ameaça. Ainda em período de testes, essa camada extra de proteção só poderá ser adquirida por clientes que ainda não contrataram o seguro.

Para Burke Deutsch, líder da área de seguros do Nubank, o objetivo do recurso é respaldar e proteger os clientes: “O prejuízo do cliente não se limita ao valor financeiro e do aparelho celular, inclui também e, sobretudo, o quê pode ser feito na sua conta e com os cartões virtuais disponíveis no aparelho. Pensamos numa solução que ampare os nossos clientes nestas ocasiões, em linha com a prioridade do Nubank de oferecer as melhores inovações tecnológicas e para cumprir com o compromisso de manter a segurança”.

A novidade será parte extra da cobertura do seguro, oferecido em parceria com a Chubb — seguradora de propriedade e responsabilidade civil. O serviço cobre as transações feitas nas primeiras 24 horas após o roubo ou até o bloqueio da conta e do cartão.

Nubank investe em medidas de segurança

Nos últimos meses, diversos bancos e aplicativos bancários tiveram que pagar indenizações devido a transações indevidas após furtos ou golpes. Em agosto, o Nubank foi condenado a indenizar uma cliente mais de R$ 10 mil, incluindo o valor levado pelos criminosos e um extra por danos morais.

Considerando o cenário de insegurança, a companhia começou a tomar medidas para mitigar tais situações. Uma das ferramentas desenvolvidas foi o “Modo Rua”, que limita o valor de transações via Pix, TED ou boleto enquanto o cliente estiver fora de casa. Lançado no último mês, o recurso ainda está em fase de testes.

Para evitar golpes em compras online, o Nubank oferece o cartão virtual — gerado pelo aplicativo, pode ser usado para compras, sem compartilhar o mesmo número, validade ou ainda o código de segurança (CVV) do cartão original, evitando que seus dados sejam expostos em uma situação de vazamento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: