Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,49
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.774,10
    -2,60 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    34.403,89
    +1.192,13 (+3,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    829,05
    +42,43 (+5,39%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.060,00
    +184,77 (+0,64%)
     
  • NASDAQ

    14.349,25
    -5,00 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8634
    +0,0011 (+0,02%)
     

Nubank contrata quase 500 profissionais negros em 2021 após polêmica racial

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Nubank vai anunciar nesta quarta (19) que contratou mil novos funcionários neste ano, e 48% deles são pretos ou pardos. Entre os cargos de gerência a participação chega a 51%.

A aceleração das contratações, que chegam a cerca de 60 por semana, visa atender ao aumento da demanda no banco, que tem recebido aproximadamente 40 mil novos clientes por dia, ultrapassando 38 milhões de consumidores, segundo a instituição.

O aumento aproxima a empresa de antecipar o cumprimento do objetivo de contratar 2.000 pessoas negras até 2025.

Para dar suporte ao processo, o banco lançou uma plataforma de recrutamento voltada à seleção de profissionais negros. Segundo o banco, foram recebidos mais de 60 mil currículos.

O Nubank diz também que triplicou sua equipe de diversidade, responsável pelas ações de inclusão na empresa. Além de um projeto de recrutamento de engenharia de software para pessoas negras, no mês passado, lançou um programa de trainee para gerentes de produto com 50% das vagas voltadas à redução da disparidade racial. O programa teve mais de 25 mil inscrições em uma semana, e a empresa dobrou o número de vagas.

O aumento da representatividade de pessoas negras no banco ganhou notoriedade porque carrega no contexto a declaração feita pela cofundadora Cristina Junqueira no ano passado, de que a empresa não podia se "nivelar por baixo" para buscar diversidade na equipe. Ela depois se desculpou, e o Nubank fez uma série de anúncios de investimentos na área.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos