Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,50 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,66 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,98
    -1,15 (-2,16%)
     
  • OURO

    1.855,50
    -10,40 (-0,56%)
     
  • BTC-USD

    32.785,95
    +991,62 (+3,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    651,44
    +41,45 (+6,79%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,03 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.447,85
    -479,91 (-1,60%)
     
  • NIKKEI

    28.631,45
    -125,41 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.355,25
    -40,25 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6542
    +0,1458 (+2,24%)
     

Novos painéis solares transparentes prometem ‘energia personalizada’

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Painel solar transparente.
Painel solar transparente.

Que tal levar consigo um painel solar, para qualquer lugar que você for, e conseguir assim extrair a energia do sol para recarregar equipamentos eletrônicos como celulares e outros dispositivos? Tudo de forma limpa, sem o uso de recursos que impactam na saúde do planeta.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Esse é o objetivo de uma nova pesquisa da Universidade Nacional de Incheon, na Coreia do Sul, que desenvolveu uma nova geração de painéis solares transparentes, que podem ser usados, por exemplo, em smartphones.

As informações são de reportagem da revista Exame.

Leia também:

Segundo as informações da revista, repercutidas a partir de dados publicados no jornal científico Science Daily, o novo painel transparente tem ainda uma outra vantagem: ao contrário dos modelos opacos, ele consegue captar um espectro mais amplo dos raios de luz, sendo assim mais eficiente.

O novo painel transparente é produzido a partir de uma combinação de dióxido de titânio (TiO2) e óxido de níquel (NiO), que segundo os pesquisadores, é inerte – ou seja, inofensiva – ao meio-ambiente.

“Esperamos estender nosso design a todos os tipos de materiais, desde edifícios de vidro a dispositivos móveis como carros elétricos, smartphones e sensores”, disse o líder do estudo, Joondong Kim, sobre a novidade.

Ainda não há uma data para a chegada dessa nova tecnologia ao mercado.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube