Mercado fechado

Novo Volkswagen Golf tem entregas suspensas por falha em software

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
Volkswagen Golf 8 2019 - Fotos ao vivo

Oitava geração do hatch está com um problema no sistema de chamadas de emergência, obrigatório no continente europeu

As coisas estão difíceis para a Volkswagen na Europa. Além de enfrentar problemas no desenvolvimento do hatch elétrico ID.3, a marca teve que interromper as entregas da nova geração do VW Golf em todo o Velho Continente, por um defeito no software de chamadas automáticas de emergência. Como o item é obrigatório na Europa, a marca teve que tomar esta decisão enquanto busca por uma solução. Isso afeta também a Skoda com o Octavia, primo tcheco do Golf.

Segundo o site Automotive News Europe, o defeito está no software das chamadas de emergência, que avisa as autoridades em caso de acidente, equipamento obrigatório na Europa desde 2018. A Volkswagen explicou à publicações alemãs que o problema foi encontrado em uma checagem de qualidade de rotina. A marca não revela quantas unidades do Golf apresentam o defeito, mas espera ter uma atualização até a metade de junho.

Enquanto a solução não fica pronta, a Volkswagen decidiu interromper as entregas do Golf, aguardando pelo novo software. Ainda não foi dito se haverá um recall para garantir que cada unidade receba a atualização do sistema ou se apenas irão liberar o update e deixar que cada central multimídia faça o download automaticamente.

Mais notícias do VW Golf

Não é a primeira vez que o Golf enfrenta problemas de sistema. O carro teve o início das entregas atrasado algumas vezes justamente por dificuldades com as atualizações online e com algumas funções. Os glitches (mal funcionamento de um equipamento) já existiam antes mesmo da apresentação oficial da oitava geração do hatch médio e a fabricante temia que isso poderia atrapalhar até mesmo a estreia do veículo.

Para piorar, as mesmas dificuldades estão sendo enfrentadas pela Volkswagen com o hatch elétrico ID.3, que deveria começar a ser entregue aos clientes na Europa no 2º trimestre deste ano. A imprensa alemã revela que os engenheiros estavam encontrando 300 erros por dia no sistema e já teriam 20 mil unidades produzidas sem o sistema completo.

Fotos: divulgação

Veja também