Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.091,98
    -115,98 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.885,89
    -143,65 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,29
    +1,41 (+1,99%)
     
  • OURO

    1.860,30
    -5,60 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    39.883,08
    +187,63 (+0,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,68
    -17,93 (-1,77%)
     
  • S&P500

    4.246,59
    -8,56 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    34.299,33
    -94,42 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.040,75
    -84,00 (-0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1177
    -0,0138 (-0,23%)
     

Novo truque: Google Fotos animará suas fotos em breve

·1 minuto de leitura
Novo truque: Google Fotos animará suas fotos em breve
Novo truque: Google Fotos animará suas fotos em breve

Não vai demorar muito para que você tenha um novidade bem bacana no Google Fotos. A plataforma traz um novo truque: se você tirar duas imagens semelhantes com a câmera do seu telefone, o aplicativo será capaz de criar uma cena animada e em movimento. Sendo assim, o Google cria novos quadros entre eles, resultando em uma imagem em movimento.

O novo recurso é chamado de “momentos cinematográficos” e funcionará tanto no Android quanto no iOS. Além disso, o Google também anunciou outro recurso que permitirá que você proteja suas imagens mais confidenciais atrás de uma pasta protegida por senha ou impressão digital.

Em breve, o aplicativo permitirá que os usuários escondam pessoas ou períodos específicos de sua vida de suas “memórias” para que assim não precise lembrar de fatores indesejados do passado.

Leia também!

Fonte: The Verge

Google I/O 2021: Projeto Starline quer introduzir as “chamadas holográficas”

Há muitos anos, o Google começou as pesquisas do “Projeto Starline”, uma tentativa de unir computação e hardware extremamente customizados para criar o que convenientemente se explica como “chamadas holográficas”, as quais permitem – sem que você use headsets ou acessórios vestíveis – ver, ouvir e “sentir” a pessoa do outro lado da linha.

Usando câmeras de altíssima resolução e os sensores de profundidade mais avançados, o Google capturou a imagem de várias pessoas em tempo real, criando um modelo 3D ultrarrealista delas. Os dados, segundo o CEO do Google, Sundar Pichai, são de “milhares de gigabytes por segundo” e, para reproduzir isso em vídeo, a empresa precisou desenvolver uma tecnologia proprietária de compressão de vídeo com até 100 vezes a capacidade das ferramentas normais do gênero.

Para saber mais, acesse a reportagem no Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!