Mercado fechado

Novo SoC Exynos 1000 não deve superar o Snapdragon 875, indica teste

Rubens Eishima
·3 minutos de leitura

Motivo de abaixo-assinado por fãs da marca, o uso dos processadores Exynos nos celulares da Samsung não deve acabar tão cedo. Um celular equipado com a suposta nova geração da família, conhecida como Exynos 1000, foi flagrado no comparador de desempenho GeekBench. E o resultado, caso se confirme, não será suficiente para aplacar as críticas.

Um celular identificado como Samsung SM-G996B é listado no Geekbench usando um processador não identificado e uma curiosa placa-mãe “exynos2100”. A pontuação registrada pelo aparelho supera o Snapdragon 865 (lançado em 2019) no teste de um núcleo, mas fica para trás na avaliação multi-core.

Suposto Galaxy S21 (dir.) tem desempenho equivalente ao OnePlus 8 (imagem: Geekbench)
Suposto Galaxy S21 (dir.) tem desempenho equivalente ao OnePlus 8 (imagem: Geekbench)

Na prática, o resultado indica que o desempenho geral não será muito diferente dos celulares com o atual chip da Qualcomm, usado por exemplo no Xiaomi Mi 10, OnePlus 8 e na versão norte-americana do Galaxy S20. Como consolação, fica o registro que os números são bem superiores aos apresentados pelos aparelhos equipados com o Exynos 990, que costumam registrar cerca de 900 pontos no teste single-core e 2.800 no multi-core.

A identificação do processador, porém, levanta suspeitas, com uma marcação “ARM implementer 65 architecture 8 variant 1” geralmente atribuída a processadores da Qualcomm.

Mergulhando ainda mais no campo da especulação, testes atribuídos aos futuros Galaxy S21 e Xiaomi Mi 11 com o Snapdragon 875 teriam registrado 1.159 e 1.102 pontos, respectivamente, no teste single-core, e 4.090/4.113 no multi-core. Mas em ambos os casos, não pudemos confirmar a pontuação registrada no teste de desempenho.

5nm

Independente do resultado, o novo processador Exynos é esperado para a atualização da linha Galaxy S — S21 ou S30 — que será lançada no primeiro semestre de 2021. O novo chip deve ser fabricado no novo processo de 5 nm da Samsung Foundry — cotado para ser usado também pelo rival Snapdragon 875 — e deve contar com os núcleos ARM lançados na metade deste ano.

O novo processo de fabricação deve ajudar a reduzir o consumo dos processadores. No caso do Exynos, deixando de lado a CPU Samsung Mongoose em favor da nova Cortex-X1, também aguardada no Snapdragon 875.

Uma maior diferenciação entre os processadores deve chegar apenas em 2022, quando é esperado o primeiro resultado da parceria entre AMD e Samsung, com o fornecimento das GPUs Radeon para uma futura geração dos chips Exynos.

Exynos 990

"Exynos 1000" (rumor)

"Snapdragon 875" (rumor)

Snapdragon 865

CPU de alto desempenho

2x Mongoose M5 @ 2,73 GHz

2x Cortex-A76 @ 2,5 GHz

1x Cortex-X1 @ 2,91 GHz

3x Cortex-A78 @ 2,81 GHz

1x Cortex-X1

3x Cortex-A78

1x Cortex-A77 @ 2,84 GHz

3x Cortex-A77 @ 2,42 GHz

CPU de alta eficiência

4x Cortex-A55 @ 2 GHz

4x Cortex-A55 @ 2,21 GHz

4x Cortex-A55

4x Cortex-A55 @ 1,8 GHz

GPU

ARM Mali-G77MP11

ARM Mali-G78

Adreno 660

Adreno 650

Fabricação

Samsung 7 nm

Samsung 5 nm

Samsung 5 nm

TSMC 7 nm

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: